No ar:
Correspondente Ipiranga - Rede Gaúcha Sat    08h00min às 08h10min

Ouvir!     

» Geral » Trânsito


26/04/2019 | 09h56min

Condutor alcoolizado se envolve em acidente em Santiago

Resultado do teste com etilômetro é altíssimo

Foto: Divulgação/PRFFoto: Divulgação/PRF

Em Santiago-RS, no km 401 da BR 287, por volta das 04:00 do dia 26/04/2019, a equipe PRF de Santiago foi acionada para atendimento de acidente de trânsito envolvendo um Fiesta cor branca com placa do mesmo município, que havia colidido no meio-fio da alça de acesso do Trevo da Nicola e ali ficado imobilizado. 

 

Quando a equipe chegou ao local, identificou o condutor como de 31 anos que apresentava visíveis sinais de embriaguez alcoólica e provável efeito de entorpecentes psicoativos, pois estava agressivo, agitado, desorientado e com pupilas dilatadas. Mesmo diante do estado psicológico alterado do condutor, foi ofertado e aceito o teste de etilômetro, o qual apresentou resultado de 1,10 mg/L.


Diante dos fatos o condutor preso em flagrante delito por conduzir sob o efeito de álcool e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Santiago. O indiciado desacatou os policiais por inúmeras vezes, chamando-os de palavrões e fazendo ameaças claras de agressão física, sendo necessário o uso da força cabível para a colocação de algemas e salvaguarda do mesmo na cela da delegacia. O veículo foi recolhido pelo guincho do Detran e a CNH recolhida a Unidade da PRF.


Derivada desta ocorrência, o condutor foi autuado em quase três mil reais, além do pagamento de fiança arbitrada pela autoridade policial, custas com recolhimento e estadia do veículo em depósito e terá aberto processo para suspensão de sua CNH pelo prazo de doze meses.


Veja também:


25/06/2019 | 16h39min

» Meio Ambiente: Descarte de material indevido provoca danos em contêiner

25/06/2019 | 15h06min

» Educação: Uri Santiago: você pode fazer vestibular através de agendamento

25/06/2019 | 09h57min

» Economia: MP da Liberdade Econômica prevê desburocratização e libera abertura de atividades empresariais sem obrigação de alvará e licenças


Comentários:


Voltar ao topo