No ar:
Campo a Fora - Odilon Ramos    05h00min às 07h00min

Ouvir!     

» Geral » Coronavírus


25/03/2020 | 10h03min

CNA disponibiliza WhatsApp para produtores rurais relatarem problemas ou dúvidas em relação ao coronavírus

Pelo número (61) 9 3300-7278, técnicos têm respondido, por exemplo, sobre pagamentos que estão para vencer e linhas de crédito emergenciais

Em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) disponibilizou um número de WhatsApp para que produtores rurais possam entrar em contato e relatar possíveis problemas de saúde ou que comprometam a produção no campo. O número é o (61) 9 3300-7278.

 

A produtora rural Cleide Barbosa, de 64 anos, trabalha com a criação de ovinos e caprinos e mora em Alfenas, no sul de Minas Gerais. Ela já fez o uso da ferramenta e conta que teve uma boa experiência.

 

“O retorno foi muito rápido. Fiquei até impressionada. Com um órgão do porte da CNA, achei que eu fosse mandar uma mensagem e ia demorar para ser respondida. Muito pelo contrário. Foi muito rápido, me deram atenção, consegui fazer um desabafo sobre os nossos problemas aqui. Achei bem interessante”, relata.

 

Já o produtor rural José de Assim, de 62 anos, ainda não precisou recorrer ao aplicativo, mas se diz mais tranquilo se houver alguma dúvida. O morador de Brazlândia, no Distrito Federal, mexe com frutas e hortaliças e tem sentido no bolso os reflexos da crise.

 

“Eu acho que é muito bom que os produtores tenham um canal em que é possível buscar informações que ajudem a superar a dificuldade que estamos passando no momento. Estamos tendo muitos problemas com o escoamento dos produtos. O tomate, que deveria ser vendido, em média, a R$ 130, agora é comercializado a R$ 70”, lamenta.


Veja também:


19/09/2020 | 07h38min

» Ciência: Fapergs divulga vencedores do Prêmio Pesquisador Gaúcho

19/09/2020 | 07h33min

» Agricultura: Projeto pretende resgatar e conservar parte da diversidade genética da erva-mate no RS

19/09/2020 | 07h26min

» Pandemia: Vacina contra Covid-19 deve estar disponível no começo de 2021, diz presidente da Anvisa


Comentários:


Voltar ao topo