No ar:
A Voz do Brasil - EBC Serviços    19h00min às 20h00min

Ouvir!     

» Geral » Economia


05/12/2018 | 09h32min

Cesta de compras para renda mais baixa fica 0,25% mais barata

Em 12 meses, o IPC-C1 acumula taxa de 3,8%

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), que calcula o custo da cesta de compras para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos, registrou deflação (queda de preços) de 0,25% em novembro deste ano. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), em outubro havia sido registrada inflação de 0,78%.

 

Em 12 meses, o IPC-C1 acumula taxa de 3,8%. As taxas ficaram abaixo das registradas pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda e que teve deflação de 0,17% em novembro e alta de preços de 4,24% em 12 meses.

 

Sete das oito classes de despesas componentes do índice apresentaram queda em suas taxas de variação de outubro para novembro. Três delas chegaram a registrar deflação neste mês: habitação (que caiu de -0,11% para -1,1%), transportes (de 0,71% para -0,42%), saúde e cuidados pessoais (de 0,38% para -0,17%).

 

Quatro classes tiveram queda na taxa, mas continuaram registrando inflação: alimentação (de 1,17% para 0,34%), vestuário (de 0,73% para 0,14%), educação, leitura e recreação (de 0,37% para 0,27%) e comunicação (de 0,12% para 0,07%).

 

A única classe com alta na taxa foi a de despesas diversas (que subiu de -0,03% para 0,03%).

 

EBC


Veja também:


21/02/2019 | 16h53min

» Educação: Laboratórios da URI Santiago recebem novos equipamentos

21/02/2019 | 16h43min

» Solidariedade/empresas: Abrigo Institucional recebeu brinquedos arrecadados pela Farmácia Sanar de Santiago

21/02/2019 | 15h28min

» Tráfico: Brigada Militar de Santiago prende jovem portando cerca de oito quilos de maconha


Comentários:


Voltar ao topo