No ar:
Clube do Ouvinte - Jorge Augusto Gonçalves    20h10min às 22h00min

Ouvir!     

» Geral » Saúde


04/05/2020 | 13h38min

Caminhoneiros são vacinados contra a gripe em unidades da PRF

Em São Borja esta é a quinta vez que a ação foi realizada

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Em ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal, do Ministério da Saúde, da Secretaria Estadual da Saúde do RS e da Secretaria Municipal da Saúde de São Borja, com apoio do Exército Brasileiro, foi montado na manhã desta segunda-feira (4) um ponto de vacinação para os profissionais do transporte de cargas e de coletivos junto à Unidade Operacional da PRF em São Borja.

 

A ação iniciou por volta das 6h e foi encerrada às 12h. Foram vacinados 130 profissionais, entre eles motoristas argentinos e chilenos, que ficaram muito impressionados com a ação implementada nas Unidades da PRF. Os policiais abordavam os condutores, informavam sobre a ação e os convidavam para a vacinação. Em São Borja essa é a quinta ação realizada em conjunto, três ocorreram em frente à Unidade Operacional e duas em um posto de combustíveis às margens da BR 285.

 

A classe, essencial para a logística de abastecimento do país, faz parte do grupo prioritário da segunda etapa de imunização contra a Influenza, que começou no dia 16 de abril e irá até o dia 8 de maio. Por causa das dificuldades dos caminhoneiros em manobrar e estacionar os veículos dentro das cidades, as vacinações ocorrem direto nos pátios das unidades da PRF, que contam com ampla área de manobra e estacionamento, visando assim um maior número de motoristas vacinados.

 

Novas ações serão realizadas em São Borja, quando mais doses forem disponibilizadas pela Secretaria do Estado.


Veja também:


05/06/2020 | 18h21min

» Pandemia: Novo decreto para Santiago estabelece medidas para o comércio, bares e restaurantes

05/06/2020 | 16h43min

» Trânsito: Motorista perde o controle de direção e sai da pista no km 430 da BR 472

05/06/2020 | 15h24min

» Educação: Governo do RS publica portaria para reabertura de escolas


Comentários:


Voltar ao topo