No ar:
Clube do Ouvinte - Jorge Augusto Gonçalves    20h10min às 22h00min

Ouvir!     

» Geral » Economia


23/08/2021 | 09h50min

Caixa Federal começa depósitos de lucro do FGTS

Banco faz pagamento de forma escalonada em contas ativas e inativas. Prazo final para os depósitos é 31 de agosto

Os depósitos de lucros do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começaram. Na última terça-feira (17/8), o governo aprovou a distribuição de R$ 8,129 bilhões do lucro obtido pelo fundo em 2020. O montante representa 96% de R$ 8,467 bilhões registrados no ano passado.

 

De acordo com a Caixa Econômica, o processamento dos pagamentos é feito ao mesmo tempo nas bases de contas ativas e inativas. O banco ainda não revelou quantos beneficiários já receberam o valor, mas prazo final para os depósitos é 31 de agosto.

 

Os trabalhadores podem conferir se o valor está no extrato do FGTS, no site da Caixa Econômica, pelo aplicativo FGTS e pessoalmente, nas agências bancárias da Caixa. A data do depósito registrada será 10 de agosto.

 

Os saques só podem ser feitos nas condições fixadas em lei, como demissão, compra da casa própria, doença grave ou aposentadoria. Além disso, é preciso que a conta, ativa ou inativa, apresente saldo positivo até 31 de dezembro do ano passado.

 

 

O dinheiro é distribuído de forma proporcional ao saldo das, contas vinculadas e ao valor que existia até o dia 31 de dezembro de 2020 . Quanto maior o saldo, maior o lucro recebido.

 

“Na prática, o trabalhador terá depositado em sua conta no fundo R$ 1,86 para cada R$ 100 que ele tinha de saldo no dia 31 de dezembro de 2020”, afirmou a Caixa sobre o cálculo utilizado para efetuar os pagamentos.


Veja também:


18/10/2021 | 17h12min

» Saúde: Ministério da Saúde distribui primeiro lote de Pfizer para adolescentes sem comorbidades

18/10/2021 | 16h57min

» Meio Ambiente: Cras Vó Ângela envolve usuários na produção de verduras em sua Horta Comunitária

18/10/2021 | 16h55min

» Meio Ambiente: Nesta quarta vai ter coleta de pneus em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo