No ar:

Ouvir!     

» Geral » Meio Ambiente


22/04/2019 | 15h40min

Aumentam denúncias de locais onde se proliferam Aedes aegypty, em Santiago

Objetivo disso tudo é prevenir doenças, como a dengue, Zika e Chikungunya, cujas sequelas são graves

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

Santiago precisa se manter mobilizada no combate ao mosquito Aedes aegypty, independente da estação do ano.

 

 Na semana passada um evento chamou atenção dos moradores do centro, que apresenta o maior índice de infestação do mosquito.

 

A coordenadora da vigilância ambiental, Silvana Perônio Nunes lembra que das dez amostras coletadas, todas deram positiva para o mosquito. Defende a conscientização sobre o combate ao mosquito que não está restrita somente aos órgãos públicos. O objetivo disso tudo é prevenir doenças, como a dengue, Zika e Chikungunya, cujas sequelas são graves.

 

A boa notícia segundo Silvana é de que o trabalho está surgindo efeito ao se referir às ligações feitas para o 3249.7600 de terrenos sujos. A principal ação é eliminar qualquer depósito de água parada.

 


Veja também:


21/07/2019 | 13h40min

» Agricultura: Trigo tem plantio finalizado na maior parte das regiões do Rio Grande do Sul

21/07/2019 | 13h25min

» Trânsito: Infrações de ultrapassagem e de velocidade estão entre as principais ocorrências registradas pela PRF

21/07/2019 | 13h09min

» Saúde: Estudo revela que 80% de diabéticos podem ter doenças cardiovasculares


Comentários:


Voltar ao topo