No ar:
Buenas Tarde meu Santiago (1º parte) - Marco Antônio Nunes    17h00min às 18h00min

Ouvir!     

» Geral » Economia


29/09/2020 | 16h53min

Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância

Serviço só estava disponível para quem mora a mais de 70 km da agência

Foto: Marcelo Camargo/Agência BrasilFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Até 31 de outubro, os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão pedir a antecipação do auxílio-doença em todas as localidades do país. Até agora, o procedimento estava disponível apenas para quem morava a mais de 70 quilômetros de uma agência com serviço de perícia médica.

 

A novidade consta de portaria conjunta da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicada hoje (29) no Diário Oficial da União.

 

Em nota, o Ministério da Economia explicou que a alteração tem como objetivo atender melhor os segurados durante o período de retorno gradual do atendimento presencial nas agências do INSS. A retomada das perícias médicas presenciais começou há duas semanas, mas enfrenta resistência de parte dos médicos peritos, que não têm comparecido aos postos de trabalho sob o argumento de que as agências não oferecem segurança para evitar infecções pelo novo coronavírus.

 

Em vigor desde o início da pandemia da covid-19, a antecipação do auxílio-doença permite que o segurado receba até um salário mínimo (R$ 1.045) sem ter o benefício aprovado. Posteriormente, o trabalhador será notificado pelo INSS para agendar uma perícia médica, que concederá definitivamente o auxílio e autorizará o pagamento da diferença devida, caso o beneficiário tenha direito a receber mais de um salário mínimo.

 

EBC


Veja também:


19/10/2020 | 13h44min

» Trânsito: Acidente de trânsito causa a morte de uma mulher em Santiago

19/10/2020 | 12h28min

» Publicidade: Damian CenterLar quer encher o seu carrinho de boas compras!

19/10/2020 | 10h56min

» Oportunidade: Mecânico de linha pesada é uma das vagas do Sine


Comentários:


Voltar ao topo