No ar:

Ouvir!     

» Geral »


18/06/2019 | 16h40min

Aluno do Taifa, lutador com síndrome down vence campeonato internacional de judô

Douglas ficou emocionado com o prêmio. Fotos: DivulgaçãoDouglas ficou emocionado com o prêmio. Fotos: Divulgação

Desde que foi reativado no ano passado, o projeto Taifa tem se dedicado a acolher crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, oferecendo oficinas de música, judô, marcenaria, informática, artesanato e outras. E os resultados tornam também a aparecer.

 

No último sábado, alunos do Taifa estiveram em Rivera, no Uruguai, para participar do Rivera Open Internacional e da 4ª Etapa do Circuito Sul-Brasileiro de Judô em Riveira no Uruguai, sob o comando do sensei Germano Gonzales.

 

Um dos vencedores foi Douglas Minuzzi (Dodô), jovem que tem síndrome de down e conquistou o 1º lugar em sua categoria. Emocionado, Dodô subiu ao pódio junto com a sua mãe. Outro aluno do Taifa que também venceu em 1º foi Pedro Henrique Ramos, na categoria sub 18/sub 21.

 

A equipe que representou Santiago tinha outros integrantes que se sagraram campeões em suas categorias: Yasmin da Costa -Sub 11 (GER), Eduardo Simas - Sub 11 (GER), Paula Machado - Sub 15 (GER). Vice-campeão: Laís Brasil - Sub 11 (GER). Terceiro lugar: Otavio Gonzalez - 13 (TAIFA) e Leonardo Scaramussa - Sub - 18 (GER).

 

Sobre o Taifa

 

O projeto é apoiado pela Igreja católica de Santiago, conta com o padre Alvano como presidente e coordenador geral, Volnei Turchetti. Não possui fins lucrativos e recebe doações de entidades e parceiros, por meio de conta na Caixa Federal: Agência 0503 C.C. 003: 2185-6 ou na direto na tesouraria. Funciona na rua Centenário, 3051, bairro São Vicente. Fone (55) 3251-1994. 

 


Veja também:


18/07/2019 | 16h46min

» Agenda: Bandeira do Brasil será tema da Semana da Pátria em Santiago. Ordem do desfile está pré-definida

18/07/2019 | 11h05min

» Solidariedade: Campanha do Agasalho de Santiago perto de 70 mil peças arrecadadas

18/07/2019 | 10h20min

» Saúde: Excesso de café aumenta chance de pressão alta em pessoas predispostas


Comentários:


Voltar ao topo