No ar:

Ouvir!     

» Geral » Saúde


01/12/2018 | 14h30min

AIDS: 30 anos de luta, perdas, esperança e vida

Durante o mês de dezembro, o mundo celebra de mãos dadas a luta contra a Aids

Uma longa história de dramas e conquistas. Há três décadas, o vírus HIV faz vítimas por todo o mundo. Mas o Brasil, nessa caminhada, se destaca como referência mundial no tratamento da doença. O Sistema Único de Saúde garante a distribuição dos antirretrovirais e acompanhamento médico dos pacientes.



Para entender essa doença, é preciso voltar no tempo. Os primeiros registros apareceram Estados Unidos, quando 41 jovens foram diagnosticados com o que, na época, se imaginava ser um tipo de câncer. O que intrigou os médicos é que todos eram homens e homossexuais.” Não tardou para a doença ficar conhecida como “câncer gay”. Ainda no início dos anos 1980, o vírus já tinha contaminado 89% dos hemofílicos dos EUA. No Brasil, em 1982, houve os primeiros sete casos confirmados da doença, em São Paulo. 



Todos pacientes de prática homo/bissexual, tendo sido atendidos no Hospital Emílio Ribas, atual centro de referência no combate à doença em São Paulo. Os pesquisadores ainda não haviam chegado a um consenso sobre o nome para esta doença, que era tratada pela imprensa, assim como lá fora, como ‘Peste Gay’. No mesmo ano, casos de AIDS foram relatados em 14 países ao redor do mundo. Ainda em 1982, ocorre a primeira Conferência sobre AIDS, em Denver, EUA. A doença foi relatada em 33 países.

 

EBC


Veja também:


10/12/2018 | 17h10min

» Aviso: Abastecimento de água será interrompido em Unistalda

10/12/2018 | 16h53min

» Cidadania: Micro redes reforça organização do atendimento em Santiago

10/12/2018 | 16h46min

» Segurança: Atos de vandalismo são registrados em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo