No ar:

Ouvir!     

» Geral » Saúde


13/04/2021 | 10h02min

Agências de saúde dos EUA pedem interrupção do uso da vacina da Janssen após coágulos sanguíneos

Ministério da Saúde, ainda comandado por Eduardo Pazuello, assinou contrato para receber 38 milhões de doses do imunizante

Agências federais de saúde dos Estados Unidos recomendaram nesta terça-feira uma pausa imediata no uso da vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson, citando preocupações com a formação de coágulos sanguíneos nas pessoas que receberam a injeção. Seis mulheres entre 18 e 48 anos que receberam o imunizante de dose única desenvolveram os coágulos, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), que se manifestou em um comunicado. Uma delas morreu e outra está em estado crítico no hospital.

 

Antes de deixar o cargo de ministro da Saúde, Eduardo Pazuello anunciou a assinatura do contrato com a Janssen e a Pfizer para a aquisição de vacinas contra a Covid-19, o que deve garantir 138 milhões de doses ao Brasil até o final de 2021. As doses vão chegar de forma escalonada, de abril até novembro. Serão 100 milhões de doses da Pfizer e outras 38 milhões da Janssen.

 

"O CDC vai convocar uma reunião do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP) na quarta-feira para revisar esses casos e avaliar sua importância potencial. A Food and Drugs Administration (FDA )vai revisar essa análise, uma vez que também investiga esses casos", relatou o órgão. "Até que esse processo seja concluído, estamos recomendando uma pausa no uso desta vacina por muita cautela". 


Veja também:


05/05/2021 | 12h06min

» Saúde: Centro Empresarial de Santiago ainda tem algumas doses para a vacina contra a Gripe

05/05/2021 | 11h13min

» Oportunidade: Motorista de carreta é uma das vagas do Sine de Santiago

05/05/2021 | 10h58min

» Publicidade: Sorteio especial Damian CenterLar!


Comentários:


Voltar ao topo