No ar:
Campo a Fora - Odilon Ramos    05h00min às 07h00min

Ouvir!     

» Entretenimento » Cinema


26/04/2021 | 08h17min

Oscar 2021: Nomadland ganha melhor filme e é o mais premiado

Produção que trata da vida nômade nos EUA arrebatou ainda a premiação de Melhor Diretora para Chloé Zhao e Melhor Atriz para Frances McDormand

Nomadland ganha melhor filme. Foto: DivulgaçãoNomadland ganha melhor filme. Foto: Divulgação

O grande vencedor do Oscar 2021 foi o filme Nomadland, dirigido por Chloé Zhao. A produção recebeu as premiações de Melhor Filme, Melhor Diretora e Melhor Atriz para Frances McDormand. Nomadland trata de personagens errantes, nômades, que vagam pelos Estados Unidos. A premiação deste ano anunciou a categoria de Melhor Filme antes de Melhor Ator e Melhor Atriz, fato incomum na história, mas que valoriza as categorias de atuação como as mais importantes da noite. 

 

Chloé Zhao foi a segunda mulher em 93 edições a receber essa categoria do Oscar. Há 11 anos uma mulher não vencia, desde Kathrin Bigelow, com Guerra ao Terror, em 2010.

 

O grande vencedor do Oscar 2021 foi o filme Nomadland, dirigido por Chloé Zhao. A produção recebeu as premiações de Melhor Filme, Melhor Diretora e Melhor Atriz para Frances McDormand. Nomadland trata de personagens errantes, nômades, que vagam pelos Estados Unidos. A premiação deste ano anunciou a categoria de Melhor Filme antes de Melhor Ator e Melhor Atriz, fato incomum na história, mas que valoriza as categorias de atuação como as mais importantes da noite. 

Chloé Zhao foi a segunda mulher em 93 edições a receber essa categoria do Oscar. Há 11 anos uma mulher não vencia, desde Kathrin Bigelow, com Guerra ao Terror, em 2010.

 

Com dez indicações, a produção Mank levou os prêmios de Direção de Arte e Fotografia, enquanto O Som do Silêncio recebeu duas estatuetas: os prêmios de Melhor Som e Melhor Montagem. A produção Meu Pai recebeu o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado e também de Melhor Ator para Anthony Hopkins, enquanto Bela Vingança abarcou o prêmio de Roteiro Original. 

 

O prêmio de Melhor Animação e de Melhor Trilha Sonora Original foi para Soul, um filme que trata do propósito da vida de um professor de música que quer tocar com uma diva do jazz e a sua lição para uma alma que não quer vir à vida. A produção A Voz Suprema do Blues arrebatou dois prêmios, tais como Melhor Maquiagem e Cabelo; e Figurino. 

 

Os prêmios de atuação coadjuvante foram para Yuh-Jung Youn por Minari (atriz) e Daniel Kaluuya por Judas e o Messias Negro, que também levou o prêmio de canção para Fight for You. O Melhor Filme Internacional foi Druk: Mais uma Rodada, de Thomas Vinterberg (Dinamarca).

 

Um momento emocionante foi a homenagem aqueles que morreram no mundo da cinema desde a última edição do Oscar, nomes como Sean Connery, Max Von Sydow, Kim-Ki Duk, Bertrand Tavernier, Jean-Claude Carrière e Chadwick Boseman, entre outros.

 

Veja os premiados

 

MELHOR FILME

 

Meu Pai

Judas e o Messias Negro

Mank

Minari

Nomadland

Bela Vingança

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

 

MELHOR DIREÇÃO

 

Thomas Vinterberg - Druk: Mais uma Rodada

David Fincher - Mank

Lee Isaac Chung - Minari

Chloé Zhao - Nomadland

Emerald Fennell - Bela Vingança

 

MELHOR ATOR

 

Riz Ahmed - O Som do Silêncio

Chadwick Boseman - A Voz Suprema do Blues

Anthony Hopkins - Meu Pai

Gary Oldman - Mank

Steven Yeun - Minari

 

MELHOR ATRIZ

 

Viola Davis - A Voz Suprema do Blues

Andra Day - Estados Unidos Vs Billie Holiday

Vanessa Kirby - Pieces of a Woman

Frances McDormand - Nomadland

Carey Mulligan - Bela Vingança

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

 

Sacha Baron Cohen - Os 7 de Chicago

Daniel Kaluuya - Judas e o Messias Negro

Leslie Odom Jr. - Uma Noite em Miami

Paul Raci - O Som do Silêncio

Lakeith Stanfield - Judas e o Messias Negro

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

 

Maria Bakalova - Borat: Fita de Cinema Seguinte

Glenn Close - Era uma Vez um Sonho

Olivia Colman - Meu Pai

Amanda Seyfried - Mank

Yuh-Jung Youn - Minari

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

 

Borat: Fita de Cinema Seguinte

Meu Pai - Christopher Hampton e Florian Zeller

Nomadland

Uma Noite em Miami

O Tigre Branco

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

 

Judas e o Messias Negro

Minari

Bela Vingança – Emerald Fennell

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

 

Feeling Through

The Letter Room

The Present

Dois Estranhos - Travon Free and Martin Desmond Roe

White Eye

 

MELHOR ANIMAÇÃO

 

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica

A Caminho da Lua

Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca

Soul - Pete Docter and Dana Murray

Wolfwalkers

 

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

 

Burrow

Genius Loci

Se Algo Acontecer Te Amo - Will McCormack and Michael Govier

Opera

Yes-People

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

 

Collective

Crip Camp: Revolução pela Inclusão

Agente Duplo

Professor Polvo - Pippa Ehrlich, James Reed and Craig Foster

Time

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

 

Collete

A Concerto is a Conversation

Do Not Split

Hunger Ward

A Love Song for Latasha

 

MELHOR FILME INTERNACIONAL

 

Druk: Mais uma Rodada (Dinamarca)

Better Days (Hong Kong)

Collective (Romênia)

O Homem que Vendeu Sua Pele (Tunísia)

Quo Vadis, Aida? (Bósnia)

 

MELHOR FOTOGRAFIA

 

Judas e o Messias Negro

Mank - Erik Messerschmidt

Relatos do Mundo

Nomadland

Os 7 de Chicago

 

MELHOR MONTAGEM

 

Meu Pai

Nomadland

Bela Vingança

O Som do Silêncio - Mikkel E. G. Nielsen

Os 7 de Chicago

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

 

Amor e Monstros

O Céu da Meia-Noite

Mulan

O Grande Ivan

Tenet - Andrew Jackson, David Lee, Andrew Lockley and Scott Fisher

 

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

 

Terence Blanchard - Destacamento Blood

Trent Reznor e Atticus Ross - Mank

Emile Mosseri - Minari

James Newton Howard - Relatos do Mundo

Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste - Soul

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

 

“Fight for You” - Judas e o Messias Negro - H.E.R., Dernst Emile II e Tiara Thomas

“Hear my Voice” - Os 7 de Chicago

“Husavik” - Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars

“Io Sí” - Rosa e Momo

“Speak Now” - Uma Noite em Miami

 

MELHOR SOM

 

Greyhound

Mank

Relatos do Mundo

Soul

O Som do Silêncio - Nicolas Becker, Jaime Baksht, Michellee Couttolenc, Carlos Cortés and Phillip Bladh

 

MELHOR FIGURINO

 

Emma

A Voz Suprema do Blues – Ann Roth

Mank

Mulan

Pinóquio

 

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

 

Emma

Era uma Vez um Sonho

A Voz Suprema do Blues - Sergio Lopez-Rivera, Mia Neal and Jamika Wilson

Mank

Pinóquio

 

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

 

Meu Pai

A Voz Suprema do Blues

Mank - Donald Graham Burt e Jan Pascale

Relatos do Mundo

Tenet


Veja também:


22/11/2021 | 16h24min

» Gente: Xuxa e Sasha estrelam campanha juntas pela primeira vez e falam de parceria

22/11/2021 | 10h32min

» Novela: "Um Lugar ao Sol": Rebeca flagra Tulio com Ruth

22/11/2021 | 08h50min

» TV: Faustão reaparece em foto com e esposa e chama atenção pela magreza


Comentários:


Voltar ao topo