No ar:
Campo a Fora - Odilon Ramos    05h00min às 07h00min

Ouvir!     

» Entretenimento » Cinema


24/07/2020 | 09h53min

Disney adia estreias de "Mulan" e "Avatar" devido à pandemia

Guerra nas estrelas também teve de ser adiado

"Mulan". Foto: Divulgação"Mulan". Foto: Divulgação

A Disney adiou a estreia de filmes com altos orçamentos, como "Mulan", "Guerra nas Estrelas" e "Avatar", devido à pandemia da covid-19 anunciou na última quinta-feira (23) a gigante americana do entretenimento.

 

A companhia já havia adiado duas vezes a estreia da versão com atores reais da animação "Mulan". Desta vez, não deu data para quando o filme chegará aos cinemas.

 

Após o adiamento de "Tenet", uma obra de ficção científica do diretor Christopher Nolan bastante aguardada por cinéfilos, "Mulan" é o segundo 'blockbuster' a ser retirado do calendário de lançamentos deste verão. 

 

"Nos últimos meses, ficou claro que nada pode ser dado como definitivo em relação à maneira como lançamos filmes", comentou um porta-voz do estúdio Disney à imprensa americana.

 

A Disney também anunciou o adiamento em um ano dos lançamentos dos futuros episódios de "Avatar" (para dezembro de 2022) e "Guerra nas Estrelas" (para dezembro de 2023).

 

Os episódios seguintes das sagas serão lançados a cada dois anos: "Avatar" em 2024, 2026 e 2028; "Guerra nas Estrelas" em 2025 e 2027.

 

Em mensagem publicada no Twitter, o diretor, roteirista e produtor de "Avatar", James Cameron, explicou que o adiamento devia-se aos atrasos no cronograma de produção do filme.

 

Embora as filmagens tenham começado na Nova Zelândia para a tomada de imagens reais, o trabalho de efeitos especiais, previsto para ser feito em Los Angeles, ainda não pôde começar por causa da pandemia.


Veja também:


22/11/2021 | 16h24min

» Gente: Xuxa e Sasha estrelam campanha juntas pela primeira vez e falam de parceria

22/11/2021 | 10h32min

» Novela: "Um Lugar ao Sol": Rebeca flagra Tulio com Ruth

22/11/2021 | 08h50min

» TV: Faustão reaparece em foto com e esposa e chama atenção pela magreza


Comentários:


Voltar ao topo