No ar:

Ouvir!     Fale com o locutor

» Vida / Estilo » Dica para o verão!


27/08/2015 | 14h25min

Sete alimentos que ajudam a chapar a barriga

Maçã, sardinha, atum, chá verde e linhaça estão na lista

Realize o sonho de ter essa barriguinha. Foto: ReproduçãoRealize o sonho de ter essa barriguinha. Foto: Reprodução

O verão está chegando e quando ele finalmente apontar no horizonte é preciso estar preparado para fazer bonito ao usar roupas mais leves e curtas. Comece pelos alimentos para exterminar as gordurinhas localizadas. 

 

Esqueça a lipo. Transforme o sonho do abdômen liso em realidade com exercício e dieta equilibrada. Se quiser acelerar o resultado, você também pode dar espaço no cardápio aos alimentos antibarriga. Sim, eles existem e são facilmente encontrados na feira e no supermercado. “São alimentos que, além de acelerar o metabolismo, têm substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias. Por isso, eles combatem as células de gordura e ainda reduzem o excesso de radicais livres”, explica o nutricionista Luciano Bruno. 

 

ATUM E SARDINHA

 

Cortar toda e qualquer gordura do prato não é uma boa estratégia para secar aquela que fica acumulada no corpo. “As gorduras poli-insaturadas da série ômega-3, presentes nos peixes de água profunda, melhoram a sensibilidade à insulina”, explica Luciano Bruno. Isso significa que você consegue reduzir os processos inflamatórios do organismo e elimina as gordurinhas já existentes com mais facilidade, inclusive as da barriga. Dose ideal: 1 filé médio (100 g) de peixe três vezes por semana.

 

AVEIA

 

É rica em fibras, que viram uma espécie de gel quando em contato com um líquido e ocupam mais lugar no estômago. Resultado: você fica satisfeita com menos comida. Há outras vantagens em acrescentar aveia na dieta. “Ela modula a carga glicêmica da refeição – estratégia fundamental para evitar picos de insulina”, diz o nutricionista. Esse hormônio (ele de novo!), produzido em excesso, faz com que o organismo acumule novo estoque de gordura (adivinha?) bem ali, onde você mais quer secar. Dose ideal: 3 colheres (sopa) por dia (polvilhe na banana, na tapioca, no iogurte, na sopa ou prepare um mingau leve – feito com água e frutas secas).
 

 

MAÇÃ

 

Você já deve ter ouvido que essa fruta desintoxica, facilita a digestão e até afina a cintura. O mérito é da pectina – fibra solúvel que também vira um gel. Entre os vários benefícios, ela absorve alguns tipos de gordura e sódio e, com isso, elimina do organismo essas substâncias que dão barriga. Coma inclusive a casca: “É a parte que concentra mais fibras insolúveis. Elas são importantes para o bom funcionamento do intestino, afirma a nutricionista Rita Castro, de Natal. Olha aí outro ponto a favor do abdômen sequinhoDose ideal: 1 maçã com casca (é a parte que concentra mais fibras) antes do almoço ou do jantar.

 

CHIA E LINHAÇA

 

Assim como os peixes, elas são ótimas fontes de ômega-3 (dessa vez de origem vegetal) – gordura boa com um efeito anti-inflamatório. Já as fibras, também presentes nas duas sementes, agem triplamente contra os estoques no abdômen: “Elas aumentam a saciedade, modulam a carga glicêmica da refeição e estimulam o funcionamento do intestino”, diz Luciano. O ideal é consumir a linhaça triturada e a chia hidratada. Dose ideal: 2 colheres (sopa) por dia. Pode ser só de chia ou de linhaça ou, ainda, uma de cada semente (bata no suco, misture no iogurte e na omelete e polvilhe na tapioca).

 

ÓLEO DE COCO EXTRAVIRGEM

 

Extraído da polpa madura do coco, ele não carrega só gordura mas também uma boa quantidade de ácido esteárico – substância com ação anti-inflamatória. O óleo tem ainda o poder de reduzir a liberação exagerada de insulina e, com isso, enxugar a circunferência da cintura. Esse efeito foi comprovado pela pesquisadora Diuli Cardoso em sua tese de mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bônus: equilibra o sistema imunológico. Dose ideal: até 3 colheres de sopa por dia (acrescente no suco, no molho para a salada e no preparo de moqueca e panqueca).

 

CHÁ VERDE

 

Presente em quase todas as dietas de emagrecimento, essa erva extraída da Camellia sinensis dispensa apresentação. Mas vale lembrar: os polifenóis (destaque para as catequinas – componentes com alto poder antioxidante) dão a ela o mesmo efeito da pimenta dedo-de-moça, ou seja, aumentar a oxidação das gorduras abdominais. Já a cafeína, outra substância em grande quantidade no chá-verde, acelera o metabolismo e, como consequência, manda embora mais gordurinhas inimigas. Dose ideal: 2 ou 3 xícaras por dia.

 

PIMENTA DEDO-DE-MOÇA

 

É um tempero que não pode faltar no prato de quem quer derreter a gordura teimosa da barriga. A capsaicina (substância responsável pelo gosto picante da pimenta) induz a morte das células de gordura (processo de oxidação), diminuindo o volume acumulado em diferentes partes do corpo, inclusive na barriga. “Esse componente da pimenta também aumenta a ativação do tecido adiposo marrom, conhecido por acelerar o metabolismo e o gasto energético”, explica Rita Castro. Dose ideal: 1/2 pimenta dedo-de-moça antes do exercício de baixa intensidade (caminhada, hidroginástica), batida no suco ou picadinha na omelete, aumenta a lipólise (quebra da gordura), principalmente no abdômen.

 

 

Boa Forma

 


Veja também:


21/08/2017 | 08h55min

» Receita: Sorvete de doce de Leite com dois ingredientes

17/08/2017 | 14h25min

» Saúde: Cinco principais mitos e verdades durante a gravidez

14/08/2017 | 11h06min

» Moda: Look mais moderno você conquista com jeans bordado


Comentários:


Voltar ao topo