No ar:
Olho Vivo - Jones Diniz    08h10min às 09h55min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Vida / Estilo » Verão 2016


10/08/2015 | 15h43min

A calça clochard é uma forte tendência para o verão 2016

Essa peça pode ser confeccionada em linho, oxford, alfaiataria e jeans

Alguns criadores a consideram clássica. Fotos: DivulgaçãoAlguns criadores a consideram clássica. Fotos: Divulgação

A calça clochard está de volta e promete fazer sucesso no verão 2016. Super na moda nos anos 80, a origem desta calça é francesa, e, na capital da moda, clochard significa “mendigo ou vagabundo”. Teve como primeiro modelo uma cintura alta, com pregas abaixo do cós e corte amplo no quadril, adotada pelos mendigos que povoavam as ruas de Paris. A princípio, a história desta peça teve origem no universo masculino. Também conhecida como boyfriend, com o passar do tempo modificou-se até chegar ao guarda roupa feminino nos anos 80.

 

A calça clochard é um modelo perfeito para mulheres com o quadril largo e cintura fina, pois ameniza as linhas do corpo, caso a modelagem das pernas forem retas. Para não achatar a silhueta, coordene com um sapato na mesma tonalidade da calça.

 

Mulheres com pouco quadril devem apostar em modelagens de pernas mais afuniladas. Para as mulheres altas, apostar em modelos cropped (curtos) e em acessórios coloridos, ajuda a para ‘quebrar’ a silhueta.

 

De acordo com Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion, as mulheres de tronco curto fazem bem em fugir desta calça: como ela marca a região da cintura não favorece a silhueta.

 

Essa calça pode ser confeccionada em linho, oxford, alfaiataria e jeans. Alguns criadores a consideram clássica, porque permite diversas produções, casuais ou formais , despojados ou elegantes. É só escolher as peças e acessórios certos.

 


Veja também:


22/04/2017 | 14h34min

» Receita: Macarrão ao forno com creme

12/04/2017 | 11h21min

» Saúde: Macela, a flor mais procurada na Semana Santa

11/04/2017 | 15h47min

» Nutrição: Conheça os benefícios ao consumir peixes


Comentários:


Voltar ao topo