No ar:
Amanhecer nos Pampas - Luiz Fernando Rocha    05h30min às 06h45min

Ouvir!      Fale com o locutor/mural

» A emissora » História

História


A Rádio Santiago foi criada com o fim educativo e recreativo pelo Ministério da Viação e Obras Públicas, Serviço de Radiodifusão, através da publicação no Diário Oficial da União efetuada em 6 de abril de 1951, último ato das diferentes etapas de sua oficialização.


A inauguração oficial ocorreu no dia 31 de julho de 1951, tendo então a Rádio Santiago seu canal concedido na frequência de 1.590 KHZ. Mais tarde, por concessão do órgão competente, a requerimento da direção, passou a funcionar em 1.540 KHZ. O primeiro transmissor utilizado foi da marca Cacique tipo 5445 com a potência de 100 watts.


A emissora permaneceu algum tempo fechada por deficiência da energia elétrica na cidade. Serviu-se de geradores da então Viação Férrea Riograndense e posteriormente, obrigou-se a instalar geradores próprios para poder servir com mais qualidade seus ouvintes.


A emissora da Comunidade venceu todos esses desafios, integrou-se na comunidade em todos os sentidos, nos setores educacionais, esportivos, sociais, políticos e religiosos, sempre colaborando, difundindo, tornando-se porta voz das boas idéias e ideais do povo santiaguense.


Ao longo de sua existência, a Rádio Santiago passou por várias modificações, sempre no afã de melhor servir. As lutas empreendidas, dificuldades vencidas, tiveram o comando dinâmico e idealista de Jaime Medeiros Pinto, falecido no Dia das Comunicações, 5 de maio de 1987. Jaime Pinto pertencia a direções das seguintes emissoras: Rádio Guarathan de Santa Maria, Rádio Integração de Restinga Seca, Rádio Osório de Osório, Rádio São Luiz de São Luiz Gonzaga e Rádio Getúlio Vargas da cidade Getúlio Vargas.


Inspirado no dinamismo de seu diretor proprietário, Jaime Pinto, a Rádio Santiago continuou na busca de novas conquistas. Pela portaria 0168 de 28 de abril de 1989, teve aprovado projeto de alteração de sua frequência para 1230 KHZ, com a maior torre na região centro-oeste do Estado em sua frequência, com 100 metros de altura.


Na década de 90 a Rádio Santiago continuou investindo em tecnologia e em modernização de suas instalações, tanto na qualificação de seus profissionais, como na melhoria de seu sinal e um intenso trabalho buscando a qualidade de atendimento aos seus clientes, além de incremento em sua atividade social, de utilidade pública e de prestação de serviços.


Integrante desde o ano de 1996 da Rede Gaúcha Sat, a maior rede de emissoras do Sul do Brasil, a Emissora da Comunidade recebeu o novo milênio com a expansão de seu alcance, aumentando sua potência para 4 quilowatts, autorizados no ano 2000 através de uma Portaria do Ministério das Comunicações.


Hoje, a Emissora da Comunidade também conhecida como emissora da Integração Regional e no ano de 2004, com o objetivo de maximizar seus serviços, melhorar as condições de trabalho para seus funcionários e proporcionar um melhor aproveitamento de espaços em sua programação, a Rádio Santiago triplicou sua estrutura de informática, implantando um sistema de rede interativo e digitalizando definitivamente seu sistema operacional. A emissora está inserida dentro de um novo contexto na comunicação radiofônica, onde a prioridade é, cada vez mais, a satisfação do ouvinte e o apoio determinante para o desenvolvimento regional. Em 2006 a Emissora integrou-se na era digital e atualmente pode ser acessada em qualquer lugar do planeta através do site www.radiosantiago.com.br.

Voltar ao topo