No ar:

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Rádio Santiago 66 anos


13/07/2017 | 12h57min

Um "urubu" que se apaixonou por Santiago, pousou e nunca mais quis levantar voo

O nome é Humberto César Souza Mateus, mas alguém saber de quem se trata

Urubu nos estúdios da Rádio Santiago. Fotos: Ieda BeltrãoUrubu nos estúdios da Rádio Santiago. Fotos: Ieda Beltrão

Humberto César Souza Mateus, o nome é bonito, mas ninguém conhece seu dono por ele. Agora se falar o apelido, aí sim: urubu, uma das figuras mais conhecidas de Santiago. Por anos esteve à frente do Urubas Bar. Sabedor de muitas histórias de Santiago e amigo de Jaime Pinto, urubu participou do Jornal Falado desta quinta-feira (13) dentro da programação de 66 anos da emissora.

 

Urubu, logo que chegou a Santiago recebeu o apelido ainda no colégio, e hoje se apresenta com muito orgulho "prazer, Urubu". Orgulho também ele tem de Santiago, cidade que adotou e nas vezes que ficou fora, sentia muita saudade. "Quando estive em Santa Catarina sentia muita saudade, ligava para o Luiz Antônio Vieira só pra saber como estava a terrinha e a Rádio Santiago", conta.

 

De Jaime Pinto, urubu lembra com muito carinho e saudade. Amigos desde São Luiz Gonzaga (terra natal do fundador de Rádio Santiago), o empresário (hoje aposentado), conta que batiam longos papos e adoravam a música, brincadeiras e as famosas serenatas, que tinham como parceiro Arno Giesler. 

 

A Rádio continua sendo para urubu, uma fiel companheira nas suas caminhadas, onde ele gosta de observar tudo que se passa na cidade. "Santiago é boa demais "pra" se viver, linda, povo hospitaleiro, só gostaria que tivesse mais indústria, "pra" empregar nossa gente bonita", disse com aquele ar de ave que enxerga longe. 

 


Veja também:


25/07/2017 | 15h58min

» Economia: Justiça Federal em Brasília suspende aumento de impostos sobre combustíveis

25/07/2017 | 11h45min

» Teatro: Chegou a hora de se inscrever para o 3º Enceninha

25/07/2017 | 10h05min

» Denúncia: Funcionário da Caixa Econômica Federal está desaparecido desde a última quinta


Comentários:


Voltar ao topo