No ar:
Campo a Fora - Odilon Ramos    05h00min às 07h00min

Ouvir!     

» Geral » Denúncia


08/02/2018 | 10h08min

Santiago teve 31 inquéritos de abuso sexual de crianças desde 2014

Apesar dos números, o que é mais preocupante é que a maioria dos abusos só é conhecida e investigada quando denunciada

53% das vítimas são meninas, enquanto 47% são meninos. Foto: Ieda Beltrão53% das vítimas são meninas, enquanto 47% são meninos. Foto: Ieda Beltrão

O Brasil está no topo da lista dos países onde há maior exploração sexual de crianças, com mais de 200 casos denunciados por dia através do Disque-Denúncia Nacional (Disque 100).  Os dados são alarmantes: 53% das vítimas são meninas, enquanto 47% são meninos; A faixa etária mais atingida é de 0 a 7 anos, somando 43%. Entre os jovens de 12 a 17 anos o índice chega a 33%. 

 

Em Santiago nos últimos quatro anos foram abertos pela 31 inquéritos pela Polícia Civil relacionados à casos de pedofilia, sendo dois em 2014, onze em 2015; cinco em 2016 e treze no ano passado.

 

Disque 100 pra denunciar!

 

Apesar dos números, o que é mais preocupante é que a maioria dos abusos só é conhecida e investigada quando denunciada.  

 

Por isso, conforme a secretária de Desenvolvimento Social, Denise Cardoso, as pessoas não podem ficar em silêncio e permitirem que abusos aconteçam. É preciso denunciar, seja na Delegacia, nos CRAS, nas escolas, no CREAS, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, nos ESFs, Conselho Tutelar ou pelo Disque 100, que funciona e recebe todo o tipo de denúncias: maus-tratos, negligência, pornografia, entre outros crimes.

 

 

 


Veja também:


18/08/2018 | 20h51min

» Eleições 2018: Dos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres

18/08/2018 | 17h41min

» Agenda: Praça Moisés Viana será palco de ação social dos direitos da pessoa com deficiência

18/08/2018 | 15h11min

» Oportunidade: Prefeitura de Santiago: prazo para inscrições de estagiários é prorrogado


Comentários:


Voltar ao topo