No ar:
Clube do Ouvinte - Jorge Augusto Gonçalves    20h10min às 22h00min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Campanha do Agasalho


05/06/2017 | 14h27min

Santiago tem uma loja onde as pessoas não precisam de dinheiro para fazer "compras"

Tem também cobertores e calçados. É assim que funciona a Loja do Agasalho

Compras que não precisa levar dinheiro. Foto: DivulgaçãoCompras que não precisa levar dinheiro. Foto: Divulgação

Santiago tem uma loja onde as pessoas podem escolher até cinco peças de roupa por membro da família e levar sem pagar nada. É assim que funciona a Loja do Agasalho, um espaço organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Santiago, que faz a distribuição das roupas arrecadadas nas campanhas do agasalho de cada ano.

 

Organização é a palavra de ordem. Calças, blusões, jaquetas, calçados, mantas, cobertores: tudo está separadinho de acordo com o gênero e numeração. E tudo fica disponibilizado em estantes e cabideiros, tal qual numa loja comercial. Desta maneira, as pessoas podem facilmente encontrar o que precisam.

 

Campanha surtiu efeito

 

A secretária de Desenvolvimento Social, Denise Cardoso, considera que a campanha está sendo um sucesso de várias maneiras. Um deles, é que o slogan "roupa boa a gente também doa" surgiu efeito já que as doações são mesmo de roupas em bom estado. Outra coisa importante: o volume de doações. "Já chegamos a mais de 20 mil peças de roupas, calçados e mais de 150 cobertores e as doações ainda vão longe", afirma Denise. A perspectiva é de beneficiar distribuir roupas para cerca de 700 famílias até o final de junho. Denise agradece o apoio de toda a comunidade, em especial do Exército, das associações de bairros, entidades sociais e, claro, a comunidade santiaguense, que sempre é bastante solidária.

 

Loja aberta o ano todo

 

O cronograma de atendimentos na Loja do Agasalho iniciou nesta segunda, 5 de junho e segue até o dia 30. Apesar do volume de atendimentos ser maior nesta época, não há "atropelos". É que a Loja do Agasalho é mantida aberta o ano todo e fora do período da campanha, as pessoas seguem buscando o que precisam, o que diminui a necessidade.


Veja também:


28/06/2017 | 09h21min

» Saúde: Ministério vai assinar acordo com a indústria para reduzir açúcar em alimentos

28/06/2017 | 09h04min

» Política: Temer classifica denúncia de "ficção", critica Janot e cobra provas concretas

27/06/2017 | 10h46min

» Publicidade: Maçã, pepino e refrigerante estão na lista de promoções do Damian CenterLar!


Comentários:


Voltar ao topo