No ar:

Ouvir!     

» Geral » Segurança


21/02/2018 | 08h58min

Santiago, São Borja e Itaqui tiveram a maior apreensão de drogas; 21ª DPRI/Santiago divulga dados estatísticos de 2017

Delegado Regional, Charles Nascimento, divulgaações e atividades dos órgãos policiais da região; foram 43 homicídios, todos solucionados

Delegado Charles. Foto: Ieda BeltrãoDelegado Charles. Foto: Ieda Beltrão

A 21ª Delegacia de Polícia Regional do Interior, com sede em Santiago é composta por 11 municípios que compreendem a Região Central e Fronteira-Oeste do Estado, destacando as cidades de Mata, São Vicente do Sul, Jaguari, Nova Esperança do Sul, São Francisco de Assis, Capão do Cipó, Unistalda, Maçambará, Itacurubi, São Borja e Itaqui.

 

No ano de 2017 várias operações e ações policiais foram desencadeadas no âmbito da 21ª Região Policial visando o combate a criminalidade resultando na apreensão de grande quantidade de drogas e armas; apreensão de veículos, dinheiro e várias prisões.

 

O delegado de Polícia Regional, Charles Dias do Nascimento, titular da 21ª RP, divulgou os dados estatísticos de 2017 referentes ao trabalho da Polícia Civil em âmbito regional.

 

Valores em dinheiro apreendidos ou sequestrados em investigações: R$ 71.423,80

Os maiores valores foram apreendidos em São Borja, Itaqui e Santiago.

 

Veículos apreendidos: 25 veículos.

 

Número de ocorrências: 20.590 mil

 

Número de homicídios: 43

*Todos os casos de homicídios foram esclarecidos.

 

Número de roubos: 315

 

Número de presos: 187

 

Drogas apreendidas decorrentes de investigações:

Cocaína: 348,6 g

Maconha: 105,679 kg

Crack: 1,129 kg

*As maiores apreensões ocorreram nas cidades em Santiago, São Borja e Itaqui. Conforme avaliação, toda a quantidade de droga apreendida pela Polícia Civil resultaria em R$ 586.300,00 aos traficantes.

 

Número de procedimentos remetidos:

 

Total de procedimentos policiais: 5.952 (procedimentos com autoria conhecida).

De acordo com o delegado Charles, o trabalho exitoso se deve a união dos Delegados e agentes policiais que diuturnamente exercem as suas atividades para que o serviço de segurança pública seja prestado com a melhor qualidade possível e destacou que as ações da Polícia Civil na 21ª Região Policial serão intensificadas no ano de 2018, com o objetivo de manter a tranquilidade da população.

 

Estado

 

No âmbito estadual a Polícia Civil realizou o balanço comparativo entre os anos de 2017 e 2016. Inicialmente constatou-se um aumento significativo no número de operações policiais, sendo realizadas 656 em 2016 e 952 em 2017. Foram 296 operações a mais que no ano anterior, um aumento de 45,12%.

 

Segundo o Chefe de Polícia, delegado Emerson Wendt, as operações policiais são deflagradas contra uma vasta área criminal, como o tráfico de drogas, roubos e furtos de veículos e homicídios, entre outros crimes. Elas são o resultado do trabalho investigativo qualificado realizado pelos delegados e agentes. Além de combater o crime, as operações têm por objetivo a descapitalização de organizações criminosas, visando atingir o patrimônio adquirido de forma ilegal por esses grupos criminosos. O maior número de operações foi, sem dúvida, um dos fatores que mais contribuiu para o êxito no aumento de números de prisões, apreensões e inquéritos concluídos com elucidação, como mostram os números.

 

De acordo com Wendt, todos estes indicadores estão sendo avaliados pela Chefia de Polícia e os critérios para a definição de operações policiais serão discutidos para que novas ações sejam deflagradas ao longo de 2018, sempre visando excelência no combate à criminalidade. Já estão previstas operações policiais para o combate dos mais diversos crimes, entre eles, homicídio, tráfico de drogas, exploração sexual, contra o consumidor e lavagem de dinheiro. Todo o trabalho da instituição no combate ao crime deverá ser reforçado com o ingresso dos novos policiais brevemente.

 

O secretário Cezar Schirmer destacou a atuação da Polícia Civil e a sua evolução constante como instituição. "São números que comprovam a excelência dos serviços prestados à sociedade gaúcha. Uma corporação que cumpre o seu papel e desenvolve ações que transcendem em muito as suas atribuições primordiais".

 


Veja também:


18/09/2018 | 15h11min

» Educação: Projeto "Escola que Faz, professor que acontece" será defendido em congresso internacional

18/09/2018 | 15h07min

» Turismo: Porto-alegrenses ficam encantados com o Memorial da Poesia

18/09/2018 | 11h52min

» Saúde: Faltou pouco para Santiago atingir a meta de vacinação contra a polio e o sarampo


Comentários:


Voltar ao topo