No ar:
Jornal falado - Jones Diniz e Paulo Pinheiro    12h15min às 12h50min

Ouvir!     

» Geral » Meio Ambiente


04/07/2017 | 13h31min

Santiago busca alternativas para reduzir o custo com o lixo

Uma das medidas, segundo o prefeito Tiago Gorski, é a diminuição dos resíduos com a realização de composteiras

Só a cidade de Santiago gasta R$ 400 mil/mês para operacionalizar o lixo. Foto: Ieda BeltrãoSó a cidade de Santiago gasta R$ 400 mil/mês para operacionalizar o lixo. Foto: Ieda Beltrão

Santiago está buscando alternativas para reduzir o custo com o lixo. Na última sexta-feira, 30, o prefeito Tiago Gorski Lacerda (PP) esteve reunido com o vice-prefeito de Capão do Cipó, Jaques Freitas Garcia (PT) e com o prefeito de São Francisco de Assis, Rubemar Paulinho Salbego (PDT), além de representantes de outras cidades da região para buscar, em conjunto, uma solução para o lixo, que é uma questão coletiva enfrentada pelos grandes, médios e pequenos municípios.

 

Só a cidade de Santiago gasta R$ 400 mil/mês para operacionalizar o lixo. Uma das medidas, segundo Gorski, é a diminuição dos resíduos com a realização de composteiras pela população local, em especial as que possuem espaço para isso em seus pátios. Observa o prefeito que, a compostagem diminui em muito o peso total do lixo recolhido diariamente. Caso medida como esta não seja tomada a tendência é de que a taxa de recolhimento cobrado junto ao IPTU aumente nos próximos anos.

 

 “ O lixo orgânico pode ser transformado em adubo para horta e folhagens além de melhorar as condições do solo”, conclui o prefeito Tiago Gorski Lacerda.

 

 Sobre a pavimentação da Rua João Soares Paiva mencionou que está apenas no aguardo do governo federal para liberação do recurso, já que  o tocante  pela prefeitura já foi feito, como a colocação do rachão e tubulação. Também já estão bem avançados os processos de asfaltamento das ruas Tito Becon e General Neto, incluídas no projeto de mobilidade urbana da cidade.


Veja também:


21/02/2018 | 11h18min

» Oportunidade: Tem vaga de cozinheira no Sine de Santiago

21/02/2018 | 10h21min

» Economia: Pesquisa diz que, de 69 milhões de casas, só 2,8% não têm TV no Brasil

21/02/2018 | 08h58min

» Segurança: Santiago, São Borja e Itaqui tiveram a maior apreensão de drogas; 21ª DPRI/Santiago divulga dados estatísticos de 2017


Comentários:


Voltar ao topo