No ar:
Sábado Sertanejo - Jones Diniz    16h00min às 18h00min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Clima


13/09/2017 | 15h04min

Safra 2017 contará com clima neutro, chuva e temperatura sem influências de el niño e la niña

Afirmação é do coordenador do 8º Distrito de Meteorologia Solismar Damé Prestes

Tudo para uma boa safra. Foto: Ieda BeltrãoTudo para uma boa safra. Foto: Ieda Beltrão

O prognóstico climático para a safra 2017/2018 aponta para situação de neutralidade em especial quanto aos fenômenos el niño e la niña.

 

A afirmação é do coordenador do 8º Distrito de Meteorologia Solismar Damé Prestes que palestrou sobre o tema no 5º Seminário de Agricultura, promovido pelo Sindicato Rural de Santiago, encerrado na última terça (12), no final da tarde.

 

Destaca que quando existe esta neutralidade a tendência é das precipitações  ficarem em torno da média. De uma maneira geral não se prevê períodos longos de déficit ou como excesso de chuva. Solismar ressalta que os meses de novembro e dezembro serão mais secos, mas nada preocupante.

 

O coordenador do 8º Distrito de Meteorologia disse que os agricultores devem acompanhar as previsões de curto prazo (entre 05 e 10 dias) tanto para o preparo da lavoura, como para pulverização. Com relação ás temperaturas elas não deverão sofrer alterações, ficando muito próximas da normalidade. O mês de setembro deve continuar quente, e no mês de outubro, pequenas oscilações.

 

 O calor no mês de setembro se dá em função de bloqueios atmosféricos que impedem a passagem de frentes frias.

 

Quanto as tempestade Solismar disse que elas podem ocorrer independente de el niño e la niña, dentro da previsão de curto prazo.


Veja também:


22/09/2017 | 13h21min

» Trânsito: Uso do celular enquanto dirige está entre as principais infrações de trânsito, em Santiago

22/09/2017 | 13h14min

» Agricultura: Irregularidades na emissão de Receitas Agronômicas chama atenção

22/09/2017 | 12h54min

» Canteiro de conservação da RS 377: Deputado Miguel Bianchine faz pressão junto a secretria de Transporte


Comentários:


Voltar ao topo