No ar:
Terra Nativa - Luis Fernando Rocha    07h00min às 08h00min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Economia


07/04/2017 | 07h18min

Receita libera nesta sexta consulta a lote de restituição do Imposto de Renda

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

A Receita Federal abre nesta sexta, 7, consulta ao lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física referente aos exercícios de 2008 a 2016.

 

O crédito bancário para 104.963 contribuintes será realizado no dia 17 de abril, totalizando R$ 216,9 milhões. Desse total, R$ 84,2 milhões são contribuintes que tem preferência para receber: 19.043 idosos e 1.812 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave. Os montantes de restituição são corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic.

 

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

 

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com o aplicativo é possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

 

EBC


Veja também:


20/07/2017 | 14h10min

» Rádio Santiago 66 anos: "A Rádio Santiago foi tudo na minha vida", se declara o poeta e trovador Adair Lançanova

20/07/2017 | 13h45min

» Curso: Psicóloga Carla Tusi traz para Santiago o Dr. Deroní Sabbi

20/07/2017 | 13h38min

» Religião: Representantes de paroquias e dioceses, incluindo padres, bispos participam da missa de posse do novo bisco, Dom José Mário


Comentários:


Voltar ao topo