No ar:
Pátria e Querência - Paulo Pinheiro    15h30min às 17h00min

Ouvir!      Fale com o locutor/mural

» Geral » Meio Ambiente


24/08/2017 | 09h05min

Projeto pioneiro de Jaguari busca preservar e cuidar as fontes de água

Prefeito Beto Turchiello recebe das mãos dos coordenadores o Projeto Fonte Protegida, Àgua  para o Futuro. Foto: DivulgaçãoPrefeito Beto Turchiello recebe das mãos dos coordenadores o Projeto Fonte Protegida, Àgua para o Futuro. Foto: Divulgação

Uma parceria da prefeitura de Jaguari através da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário, Secretaria da Saúde e da Vigilância Sanitária com a Emater local, colocou em prática no município o projeto pioneiro “Fonte Protegida, Àgua para o Futuro”.

 

O projeto tem por objetivo cadastrar os interessados e promover uma busca ativa para identificar propriedades rurais que se utilizam de fontes/nascentes como único meio de abastecimento de água; assim como, prevenir os riscos da transmissão de doenças veiculadas através das barreiras de proteção; despertar nos estudantes e seus pares e população em geral, principalmente quem utiliza destas fontes, a conservação do meio ambiente; abordar temas referentes às mudanças ambientais globais e à saúde, com ênfase nas doenças transmitidas direta e indiretamente pela água; e divulgar e buscar a conscientização da população, especialmente rural, para a preservação e o cuidado com as fontes e nascentes de água no município.

 

O projeto, que foi apresentado esta semana ao prefeito Beto Turchiello (PMDB), pelo secretário de Desenvolvimento Agropecuário Alexandre Nadalon, pela chefe do escritório da Emater de Jaguari Fabrícia Tadia, e pela fiscal sanitária e ambiental do município Elisangela Bolzan, será desenvolvido até o dia 03 de novembro deste ano, quando serão identificadas as propriedade rurais e suas fontes, bem como será feito o acompanhamento e execução da proteção da fonte identificada e elaboração dos relatórios do trabalho feito.

 

Para o secretário de Desenvolvimento Agropecuário de Jaguari, o projeto vai transmitir e disseminar através de ações educativas, noções básicas sobre os cuidados com o meio ambiente, além de orientações de como proteger uma fonte de água. “Com isso, também fortaleceremos o papel dos setores intersetoriais no fomento de políticas públicas de educação e de meio ambiente, contribuindo assim, para a educação e para o desenvolvimento sustentável”, explica Alexandre Nadalon.

 

Por sua vez, a fiscal sanitária e ambiental Elisangela Bolzan, frisa que no atual estágio de conhecimento da microbiologia sanitária e da epidemiologia, torna-se importante reafirmar as possíveis transmissões hídricas de diversos patógenos (bactéria, vírus, protozoários e helmintos), e a transmissão oral de doenças associadas a água. “A água se não for bem cuidada e tratada, pode veicular um elevado número de enfermidades e, esta transmissão pode se dar por diferentes mecanismos”, aponta.

 

O projeto fará parte das ações da Semana Estadual da Água que ocorre de 30 de setembro a 7 de outubro deste ano, que terá como slogan “Água Segura=Vida Saudável-Reservatórios Limpos, Água Protegida”,  conta com o apoio da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde. Durante o desenvolvimento do projeto será realizada uma palestra junto aos estudantes e moradores do meio rural na Escola Estadual Ijucapirama, no 3º Distrito de Jaguari abordando o tema: Fontes/Nascentes Protegidas, ministrada pelo engenheiro agrônomo Mário Luiz Landerdahl da Emater/Ascar.

 

 


Veja também:


24/11/2017 | 14h48min

» Imagens: Cenas urbanas de um dia de calor na Terra dos Poetas

24/11/2017 | 09h43min

» Denúncia: Adolescente é assediada por um homem no bairro Belizário

24/11/2017 | 09h36min

» Meio Ambiente: Orientações do TCE-RS geram economia na coleta de lixo em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo