No ar:

Ouvir!     

» Geral » Greve dos caminhoneiros


28/05/2018 | 09h51min

Prefeitura de Santiago garante as aulas nas escolas municipais até quarta

O transporte escolar, porém, fica afetado. Só há combustível nos veículos da SMEC até terça

Foto: Márcio Brasil/Núcleo de Comunicação/DivulgaçãoFoto: Márcio Brasil/Núcleo de Comunicação/Divulgação

Assim como em todo o Estado, em Santiago, a greve dos caminhoneiros afetou o recebimento de merenda escolar. 

 

No entanto, a prefeito Tiago Gorski Lacerda não quis aderir ao encerramento provisório das aulas, como foi adotado em outras cidades e garante que a Administração está fazendo o máximo para manter os serviços na Educação e também em outras áreas. 

 

Conforme a secretária Mara Rebelo, devido a falta de ítens perecíveis, houve uma adaptação no cardápio, garantindo a alimentação dos alunos, até quarta-feira. Na quinta, não haverá aula por causa do feriado de Corpus Christi, que vai emendar com a sexta.

 

O transporte escolar, porém, fica afetado. Só há combustível nos veículos da SMEC até terça. Outro problema é com relação aos professores que residem em cidades da região e não conseguem vir para Santiago. Mas, conforme Mara, houve remanejamento de professores. Também são afetados os alunos que são transportados por vans particulares, que também ficaram sem combustível.


Veja também:


16/08/2018 | 17h29min

» Trânsito: PRF realiza Ação Coordenada de combate às ultrapassagens no RS

16/08/2018 | 16h22min

» Agricultura: Chegou a hora de semear o milho, produtores devem ficar atentos ao clima

16/08/2018 | 16h19min

» Economia: Indústria madeireira está pronta para começar a se instalar em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo