No ar:

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Segurança


16/03/2017 | 13h02min

Prefeitos, vereadores e autoridades policiais se reunidos em Santiago para falar sobre segurança pública

Encontro foi motivado pelo prefeito Tiago Gorski Lacerda, levando em consideração o grau de criminalidade no Estado

Por uma cidade segura sempre. Foto: Ieda BeltrãoPor uma cidade segura sempre. Foto: Ieda Beltrão

Prefeitos e vereadores, representantes de oito cidades da área de ação do 5º Regimento de Polícia Montada-Brigada Militar e da 21ª Região Policial (Santiago, São Francisco de Assis, Capão do Cipó, Nova Esperança do Sul, Jaguari, São  Vicente do Sul, Mata e Unistalda, participaram nesta quinta, 16, na prefeitura de Santiago de reunião para tratar sobre a Segurança Pública.

 

 O encontro foi motivado pelo prefeito Tiago Gorski Lacerda, levando em consideração o grau de criminalidade no Estado, que pode chegar ao interior, além dos problemas de efetivo e infraestrutura das polícias.

 

Foi a oportunidade dos prefeitos colocarem seus anseios e criarem um movimento para mais policiais, em especial às cidades com efetivo reduzido, como por exemplo Capão do Cipó e Mata. Para equilibrar a situação destas e outras cidades da área do 5º RPmon, seriam necessários, no mínimo, 45 policiais, que poderiam vir do novo contingente de mais de mil que estão se formando.

 

A descentralização de efetivos para a região de Porto Alegre, também foi citada como uma preocupação.O comandante do Regimento, major Noé Jesus da Costa, frisou que a tranquilidade gerada pelo baixo índice de criminalidade, por outro lado, é um sinal de alerta, por chamar atenção de quadrilhas que podem agir na região, como já ocorreu.

 

Para o oficial, além do efetivo a Brigada Militar demanda de mais equipamentos e viaturas. Ele sugeriu a criação de uma Central de Monitoramento por câmeras, mas com equipamentos que realmente permitam a identificação detalhada da prática de delitos como auxilio  à BM.

 

No encontro também foi sugerida a criação de um Fundo para  Segurança Pública (a exemplo do que ocorre com os bombeiros) para ajudar na compra de equipamentos às polícias. 

 

A preocupação em relação á segurança pública também foi destacada pelo delegado titular da 21ª Região Policial, Charles Dias do Nascimento. Ficou ainda em discussão o agendamento de uma audiência com a Secretaria de Segurança Pública em especial, pela busca de mais policiais para a região.


Veja também:


26/03/2017 | 14h43min

» Educação: Santiago nomeia mais 13 professores

26/03/2017 | 14h35min

» Violência: Menina de quadro anos é morta com uma faca pela própria mãe em Canoas

26/03/2017 | 14h26min

» Política: Com comissões funcionando, Câmara debate reformas trabalhista e da Previdência


Comentários:


Voltar ao topo