No ar:
Jornal falado - Jones Diniz e Paulo Pinheiro    12h15min às 12h50min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Corrupção passiva


27/06/2017 | 08h55min

PGR denuncia Temer por crime de corrupção passiva

Rocha Loures, ex-deputado flagrado recebendo mala com R$ 500 mil reais de executivo da JBS, também foi denunciado

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou hoje (26) o presidente Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de corrupção passiva. A acusação está baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada da JBS. O áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa, com o presidente, em março, no Palácio do Jaburu, também é uma das provas usadas no processo. Procurado pela reportagem, o Palácio do Planalto ainda não se manifestou sobre a denúncia.

 

O ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) também foi denunciado pelo procurador pelo mesmo crime. Loures foi preso no dia 3 de junho por determinação do ministro Edson Fachin. Em abril, Loures foi flagrado recebendo uma mala contendo R$ 500 mil, que teria sido enviada pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS.

 

Para o procurador, Temer usou Rocha Loures para receber vantagens indevidas. "Entre os meses de março a abril de 2017, com vontade livre e consciente, o Presidente da República Michel Miguel Temer Lulia, valendo-se de sua condição de chefe do Poder Executivo e liderança política nacional, recebeu para si, em unidade de desígnios e por intermédio de Rodrigo Santos da Rocha Loures, vantagem indevida de R$ 500.000 ofertada por Joesley Batista, presidente da sociedade empresária J&F Investimentos S.A., cujo pagamento foi realizado pelo executivo da J&F Ricardo Saud", diz a denúncia apresentada por Janot.


Veja também:


22/09/2017 | 10h02min

» Clima: Pancadas de chuva deve marcar o início da primavera

22/09/2017 | 09h45min

» Internacional: Líder norte-coreano diz que Trump pagará muito caro por ameaças ao país

22/09/2017 | 09h34min

» Economia: Últimos dias para pagar impostos atrasados com 80% de desconto sobre as multas e juros


Comentários:


Voltar ao topo