No ar:

Ouvir!     

» Geral » Polícia


07/04/2018 | 19h19min

Operação da Polícia Civil prende 142 integrantes da maior milícia do Rio

Segundo os policiais civis, o grupo criminoso é atualmente o maior e mais perigoso em ação no estado

Em operação realizada neste sábado (7), a Polícia Civil prendeu 149 pessoas e apreendeu sete menores ligados à maior milícia do Rio de Janeiro, o grupo conhecido como Liga da Justiça. No balanço final das ações, divulgado no fim da tarde, os policiais informaram que quatro pessoas morreram. As prisões foram feitas em um sítio onde os milicianos participavam de um pagode na madrugada de hoje.



As investigações cruzaram dados levantados pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) e pela 35ª DP (Campo Grande). A Liga da Justiça, que tem como base Campo Grande, expandia suas atividades para municípios como Itaguaí e Seropédica e para cidades da Costa Verde do estado do Rio de Janeiro.

 

Segundo os policiais civis, o grupo criminoso é atualmente o maior e mais perigoso em ação no estado. Além de cometer assassinatos e cobrar taxas ilegais de segurança a moradores, os milicianos já haviam fechado acordos com traficantes para a venda de drogas e o roubo de cargas nos territórios sob seu controle. 

 

Cerca de 40 policiais civis participaram da ação e foram recebidos a tiros por seguranças de Wellington da Silva Braga, o Ecko, apontado como chefe da milícia, que estava no local, mas conseguiu fugir. Quatro pessoas morreram em confronto com os policiais.

 

EBC


Veja também:


21/10/2018 | 14h10min

» Educação: O curso de especialização tem duração de 24 meses

21/10/2018 | 13h30min

» Loteria: Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 18 milhões

21/10/2018 | 13h27min

» Educação: Enem: estudantes podem confirmar inscrição a partir desta segunda feira


Comentários:


Voltar ao topo