No ar:
Jornada Esportiva - Rede Gaúcha Sat    18h00min às 20h00min

Ouvir!     

» Geral » Meio Ambiente


28/02/2017 | 14h44min

Nova distribuição de Crotália será ainda em março

De acordo com informações do responsável pelo Horto Florestal de Santiago, Valdir Trombini, pelo menos cinco mil mudas devem ser produzidas

Uma bela arma contra o mosquito da dengue. Foto: DivulgaçãoUma bela arma contra o mosquito da dengue. Foto: Divulgação

Assim que as sementes chegarem começa mais uma nova produção de mudas de Crotália, a planta aliada para eliminar com o mosquito Aedes Egypti em Santiago. Conforme estudo feito pela Vigilância Epidemiológica e Ambiental do município, a crotalária será uma grande arma natural.

 

A superfície da planta acumula gotículas de água que atraem o mosquito. Ali, ele deposita suas larvas e as fica protegendo. Só que a flor da crotolária atrai outro inseto: a libélula, que é predador natural do aedes egypti e se alimenta dele e das larvas.

 

"Algumas cidades de São Paulo tiveram uma experiência muito positiva com essa planta e compramos a semente para produzi-la em larga escala no nosso Horto Florestal. É certo que vai nos ajudar muito", afirma a enfermeira Bruna Oliveira, coordenadora da Vigilância Epidemilógica e Ambiental. Ela acredita que Santiago seja das primeiras cidades gaúchas a produzir crotalária em larga escala para a distribuir à população. 

 

A primeira campanha foi um verdadeiro sucesso e aconteceu no dia 18 de fevereiro, na Praça Moíses Viana. Longas filas se formaram e foram distribuidas cerca de três mil mudas. 

 

De acordo com informações do responsável pelo Horto Florestal de Santiago, Valdir Trombini, pelo menos cinco mil mudas devem ser produzidas e distrubuidas à população ainda na primeira quinzena de março. A planta é de fácil adaotação e cultivo, gosta de calor e se adapta até mesmo em vasos, ótimos para cultivar em apartamentos. "O importante é que consigamos espalhar a Crotáliam afinal ela vem como uma boa arma de combate a esse inseto tão perigoso, disse Trombini.

 

Horto Florestal de Santiago

 

O Horto Florestal de Santiago produz cerca de 70 mil mudas de árvores nativas de diversas espécies, assim como flores em grande escala. As árvores nativas são muito procuradas por produtores rurais e as flores servem para repor ou constituir novos canteiros.

 

Mas além de tudo isso, a equipe do Horto Florestal, localizado no Bairro Ana Martins Bonato, conta com uma horta hidropônica, que ajuda a abastecer as Escolas Municipais de Educação Infantil. Aestufa produz cerca de 1.500 pés de agrião e alface.


Veja também:


24/02/2018 | 13h41min

» Economia: Clientes do Banco do Brasil poderão usar Facebook para fazer transações bancárias

24/02/2018 | 13h39min

» Sustentabilidade: Uso da água e desigualdade na oferta precisam ser discutidas, diz especialista

24/02/2018 | 12h40min

» Meio Ambiente: Famílias se sustentam com a reciclagem do lixo em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo