No ar:
Geração 2000 - Jones Diniz    20h10min às 23h59min

Ouvir!     

» Geral » Judiciário


29/08/2017 | 16h14min

"Não há o que reparar na Vara do Trabalho de Santiago”, diz desembargador

Marçal Henri dos Santos Figueiredo que esteve na última segunda (28) em Santiago para a correição ordinária

Desembargador Marçal Henri dos Santos Figueiredo. Foto: Fernando Martins/DivulgaçãoDesembargador Marçal Henri dos Santos Figueiredo. Foto: Fernando Martins/Divulgação

"Não há o que reparar na Vara do Trabalho de Santiago”. A observação é do vice corregedor do Tribunal Regional do Trabalho (4ª Região), desembargador Marçal Henri dos Santos Figueiredo que esteve ontem (28) em Santiago para a correição ordinária,  que serviu  também para ouvir sugestões dos servidores.

 

Em relação a movimentação, o corregedor divulgou que de agosto de 2016 a julho de 2017 entraram 450 casos novos e o total de processos em andamento, considerando os antigos, gira em torno de 1.300, considerado um movimento razoável para que a Vara tenha um bom andamento e desempenho.

 

Entre os casos mais frequentes, comuns em qualquer lugar do Estado, estão: aviso prévio, férias, fundo de garantia, fornecimento das guias do Seguro Desemprego e, eventualmente acidente de trabalho, assim como, com certa frequência insalubridade. Quanto à infraestrutura da Vara do Trabalho de Santiago, Marçal Henri disse que o número de servidores é adequado, assim como a infraestrutura predial, ressaltando que tão logo haja aporte de recursos será construído o prédio próprio, próximo do campus da URI.

 

A correição é uma inspeção do TRT-RS para verificar o desempenho e o funcionamento das unidades judiciárias. É feita anualmente pela corregedora ou pelo vice-corregedor do Tribunal.

 

A Vara do Trabalho  de Santiago  foi instalada no dia 21 de novembro de 1989. Tem como juiz titular,  Marco Aurélio Barcellos Carneiro; diretora Patrícia Maria Telles Martins e assistente Letícia Dri de Almeida, com jurisdição em Bossoroca, Capão do Cipó, Itacurubi, Jaguari, Nova Esperança do Sul, Santiago, São Francisco de Assis, São Vicente do Sul e Unistalda.


Veja também:


24/02/2018 | 13h41min

» Economia: Clientes do Banco do Brasil poderão usar Facebook para fazer transações bancárias

24/02/2018 | 13h39min

» Sustentabilidade: Uso da água e desigualdade na oferta precisam ser discutidas, diz especialista

24/02/2018 | 12h40min

» Meio Ambiente: Famílias se sustentam com a reciclagem do lixo em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo