No ar:

Ouvir!     

» Geral » Meio Ambiente


14/12/2017 | 14h05min

Morte de peixes pode estar associada ao uso indevido de agrotóxicos

Durante trabalho de campo foi constatado o fato, principalmente no Arroio Curuçu, Rios Icamaquã e Jaguarizinho

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

O Centro Ictiológico da URI-Santiago, criado no ano de 2014, além de trabalhar com a produção de peixes trata sobre a questão ambiental. Conforme o coordenador, Olmiro Bochi Brum no ano passado a secretaria de Meio Ambiente de Santiago manifestou preocupação quanto à mortandade de peixes na região.

 

Durante trabalho de campo foi constatado o fato, principalmente no Arroio Curuçu, Rios Icamaquã e Jaguarizinho. Olmiro salientou que não foi possível mensurar a quantidade, até mesmo pelo processo de deterioração de muitos peixes.

 

O Centro Ictiológico  pretende desenvolver uma análise mais apurada da água dos rios, no sentido de certificar a causa de tantos peixes mortos, inclusive de espécie rústica, como cascudo.

 

Ao ser questionado sobre uma provável causa por agrotóxicos, o professor Olmiro disse que o uso destes venenos tem um limite de dosagem no meio ambiente, podendo sim ocorrer  a contaminação da água e morte de peixes, pelo uso indevido.

 

Foi claro em afirmar que “não se pode apontar culpados, antes de certificar o que realmente ocorreu”.  Para isso é que existe o Centro Ictiológico que está trabalhando em cima desta questão.

 

Olmiro Bochi Brum pediu a colaboração das comunidades do interior para que ajudem a equipe durante a atividade de campo e que se for constatada mortandade de peixes, liguem para universidade no sentido de que sejam feitas as análises da água e dos peixes.

 

Na semana passada foram coletadas mostras da água do Rio Jaguarizinho e a boa notícia  foi a  reação do ambiente, ao se perceber grande quantidade de peixes juvenis.

 


Veja também:


19/02/2018 | 16h07min

» Agenda: No dia 3 de março você tem um encontro com a Alice

19/02/2018 | 14h41min

» Recopa: Renato diz que Arthur ainda sente dor e quase o descarta para a Recopa

19/02/2018 | 14h32min

» Educação: Mais de quatro mil alunos das 21 escolas municipais de Santiago estão de volta às aulas


Comentários:


Voltar ao topo