No ar:

Ouvir!     

» Geral » Meio Ambiente


16/07/2018 | 22h14min

Mais de 230 toneladas de eletrônicos e eletrodomésticos foram recolhidos em 2018

Em Santiago, a cada dois meses, um caminhão recolhe esse tipo de material, de forma gratuita, e leva embora para o descarte correto

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

A rápida evolução da tecnologia faz com que a compra ou a substituição de aparelhos eletrônicos aconteça de maneira muito mais rápida do que há anos atrás.

 

A curta vida faz com que se tornem obsoletos e virem lixo eletrônico. No entanto, computadores, monitores, smartphones, baterias e outros não podem ser descartados no lixo comum, pois possuem produtos químicos e metais que contaminam o solo e a água.

 

Sendo assim, é de grande importância as campanhas de recolhimento de resíduos eletrônicos e eletrodomésticos feita regularmente pela Secretaria de Meio Ambiente.

 

A cada dois meses, um caminhão recolhe esse tipo de material, de forma gratuita, e leva embora para o descarte correto. Basicamente, os produtos são reaproveitados pelas indústrias. Em Santiago, só neste ano, a Secretaria Municipal já recolheu mais de 230 toneladas desse tipo de resíduo, evitando a poluição ambiental.


Veja também:


18/04/2019 | 15h32min

» Meio Ambiente: Saiba onde descartar o óleo de cozinha em Santiago

18/04/2019 | 15h26min

» Agenda: Campanha Prato Cheio segue recebendo doações até o dia 30 de abril

18/04/2019 | 15h13min

» Economia: Giro Pelo Rio Grande traz informações sobre cenário de negócios no país


Comentários:


Voltar ao topo