No ar:
A Voz do Brasil - EBC Serviços    19h00min às 20h00min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Piscicultura


04/04/2017 | 10h00min

Inauguração do novo espaço destinado à piscicultura será durante a tradicional Feira do Peixe

Dos 19 produtores ativos da Associação dos Piscicultores de Santiago, 11 estarão participando da feira

Nos dias 11, 12 e 13 acontece a tradicional feira do peixe, no horto mercado municipal, dentro da Semana Santa, oportunidade em que também será inaugurado o novo espaço destinado à piscicultura. Dos 19 produtores ativos da Associação dos Piscicultores de Santiago, 11 estarão participando da feira.   

 

De acordo com o presidente da entidade, Tiago Machado,  neste ano serão vários tipos à venda. Além das carpas, estarão sendo comercializados jundiá, pacu, traira e tilápia.Haverá carne de peixe processada, como file. Machado destacou a qualidade do produto que estará  na feira, observando que todos os peixes, são animais tratados e bem cuidados, diferente daqueles que simplesmente são colocados em açudes e sobrevivem somente com o fator natural.Geralmente são peixes entre 4 e 5 anos, enquanto que os produzidos pela associação são abatidos com 14 a  18 meses.

 

Com o acréscimo no número de produtores, a expectativa é de que nos três dias de feira, sejam comercializadas, entre 16 e 20 toneladas de peixe, inclusive vivos que serão distribuídos entre as 07 piscinas existentes no horto mercado.

 

Uma novidade neste ano serão as oficinas de processamento e degustação (manhã e tarde) oferecidas gratuitamente pelo Sebrae-RS a qualquer pessoa interessada que poderá aprender melhor a fazer cortes e filés com objetivo de  aproveitar ao máximo o peixe.


Veja também:


24/07/2017 | 17h22min

» Publicidade: Semana de muitas promoções no Damian CenterLar! Aproveite

24/07/2017 | 15h50min

» Trânsito: Número de acidentes em Santiago diminuiu quase 20% em relação a 2016, conforme dados da Guarda Municipal

24/07/2017 | 15h00min

» Economia: Feiras do produtor movimentam perto de R$ 300 mil mensais em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo