No ar:
Santiago Rural - Paulo Pinheiro    05h00min às 05h30min

Ouvir!     

» Geral » Economia


31/05/2018 | 09h37min

Greve dos petroleiros é suspensa após TST aumentar multa

Decisão foi da Federação Única dos Petroleiros (FUP)

Foto: Divulgação/O GloboFoto: Divulgação/O Globo

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiu suspender a greve da categoria nesta quinta-feira e orienta os demais sindicatos a tomarem a mesma decisão. A decisão foi tomada após  o Tribunal Superior do Trabalho (TST) aumentar a multa de R$ 500 mil para R$ 2 milhões por dia de paralisação.

 

“A decisão do TST é claramente para criminalizar e inviabilizar os movimentos sociais e sindicais. Diante disso, a FUP orienta os sindicatos a suspenderem a greve. Um recuo momentâneo e necessário para a construção da greve por tempo indeterminado, que foi aprovada nacionalmente pela categoria. Essa grave violação dos direitos sindicais será amplamente denunciada.”, refutou a categoria em nota divulgada hoje.

 

Os petroleiros decretaram greve de 72 horas, que teve início à meia-noite de quarta-feira. A categoria reivindicava mudanças na política de preços da Petrobras e também criticava o presidente da estatal, Pedro Parente.

 

No Rio Grande do Sul, funcionários da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas, suspenderam as atividades no dia de ontem. Durante o protesto, houve confronto entre manifestantes e a Brigada Militar que atirou, inclusive, bombas de efeito moral contra o grupo que bloqueava a BR 116.


Veja também:


17/10/2018 | 15h11min

» Segurança: Descarga elétrica deixa militares da 11ª Ciacom de Santiago, feridos

17/10/2018 | 15h04min

» Região: Jaguari é a primeira cidade da região a receber família de venezuelanos

17/10/2018 | 13h32min

» Trânsito: "Irresponsável e inconsequente", diz prefeito de Santiago sobre motoristas que abusam da velocidade vias urbanas da cidade


Comentários:


Voltar ao topo