No ar:

Ouvir!     

» Geral » Serviço


28/08/2017 | 15h16min

Famílias inscritas no Cadastro Único devem fazer atualização de seus dados

Mesmo sem mudança na família, o cadastro deve ser atualizado a cada 2 anos, obrigatório

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

A Secretaria de Desenvolvimento Social ressalta da importância de todas as famílias inscritas no Cadastro Único manterem sempre os seus dados atualizados. Sempre que houver alguma mudança na situação, é preciso informar a secretária. Devem ser comunicadas as seguintes situações: nascimento ou morte de algum familiar, saída de um um integrante para outra casa, mudança de endereço, aumento ou diminuição da renda. Mesmo sem mudança na família, o cadastro deve ser atualizado a cada 2 anos, obrigatório.

 

Pra que serve?

 

O Cadastro Único é usado para identificar potenciais beneficiários dos programas sociais, no entanto é necessário que o cadastro esteja atualizado para ter acesso aos seguintes programas:

 

Bolsa Família


Benefício de Prestação Continuada (BPC Deficiência e Idoso);
Programa Minha Casa Minha Vida;
Tarifa Social de Energia Elétrica;
Carteira do Idoso;
Serviços Assistenciais, Benefícios Eventuais, participar dos grupos e das ações dos CRAS.

 

Documentos necessários

 

A pessoa que possui o Cadastro Único e que recebeu o chamamento através das escolas ou do seu ESF, deve comparecer na Secretaria de Desenvolvimento Social ou no CRAS do seu território para fazer a atualização, munidas de sua documentação e de todos os membros da família:

Identidade, CPF, Título de Eleitor (acima de 16 anos);
Certidão de Nascimento ou Casamento;
Carteira de Trabalho (assinada ou não);
Comprovante de Renda, pensão, aposentadoria, seguro-desemprego, bloco de Produtor;
Comprovante de residência.


Veja também:


21/02/2018 | 11h18min

» Oportunidade: Tem vaga de cozinheira no Sine de Santiago

21/02/2018 | 10h21min

» Economia: Pesquisa diz que, de 69 milhões de casas, só 2,8% não têm TV no Brasil

21/02/2018 | 08h58min

» Segurança: Santiago, São Borja e Itaqui tiveram a maior apreensão de drogas; 21ª DPRI/Santiago divulga dados estatísticos de 2017


Comentários:


Voltar ao topo