No ar:
Clube do Ouvinte - Jorge Augusto Gonçalves    20h10min às 22h00min

Ouvir!     

» Geral » Meio Ambiente


20/02/2018 | 16h07min

Equipes de controle e combate à dengue continuam ativas em Santiago

A associação da chuva com o calor é perfeita para o criadouro de mosquitos de todas as espécies

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

As equipes de controle e combate à dengue continuam ativas em Santiago e na última segunda (19) foram reforçadas pela presença de quatro técnicos da Fundação Nacional de Saúde para auxiliar no Levantamento de Índice Rápido (LIRA.

 

De acordo com a coordenadora das equipes em Santiago, Eva Muller, foram sorteados alguns bairros com visitação às residências no sentido de detectar ou não a presença de larvas.

 

Eva observa que as equipes estão trabalhando no centro, e parte dos bairros Riachuelo, João Evangelista e Belizário, todos com índice alto de infestação de larvas do mosquito Aedes aegypty. Conforme o último levantamento, o índice tinha baixado para 5,7%, entretanto, segundo Eva, a tendência é de que aumente pela quantidade de larvas que estão sendo encontradas em lixos residenciais que devem ser descartados pelos moradores.

 

Outra preocupação, segundo Eva Muller está relacionada às marquises e calhas, que geralmente não são limpas; acumulam água e aumentam a proliferação do mosquito./ Pediu que a população não aguarde tão somente pelos agentes e que colabore com o descarte de qualquer tipo de material em desuso depositado no fundo de quintais ou em pequenos depósitos.

 

A técnica lembra que Santiago nunca registrou índice tão alto de infestação por larvas do aedes como agora. A associação da chuva com o calor é perfeita  para o criadouro de mosquitos de todas as espécies.


Veja também:


18/12/2018 | 16h51min

» Trânsito: Abertura da rua Felipe Lopes é uma conquista para moradores do bairro Itu a arredores

18/12/2018 | 16h44min

» Educação: Divulgados os premiados no "Escola que faz, professor que acontece"

18/12/2018 | 16h40min

» Habitação: Em Santiago, projeto de 300 casas está pronto e só aguarda autorização para o início


Comentários:


Voltar ao topo