No ar:
Caseriando - Marco Antônio Nunes    12h00min às 14h00min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Economia


08/06/2017 | 09h50min

Educação Fiscal de Santiago serve como referência para Unistalda

Desde produção de vídeos, materiais de divulgação, oficinas pedagógicas etc

Servidoras de Unistalda vieram conhecer o trabalho que é feito em Santiago. Foto: DivulgaçãoServidoras de Unistalda vieram conhecer o trabalho que é feito em Santiago. Foto: Divulgação

O Programa Municipal de Educação Fiscal (PMEF), a visita de integrantes das Secretarias da Fazenda e do Meio Ambiente de Unistalda, que estão implantando as ações do Programa de Integração Tributária  (PIT) e o tema da Educação Fiscal na cidade. As servidoras Cátia Pavanello (técnica contábil) e Camila Canterle (bióloga) vieram em busca de conhecer em detalhes como funciona e o que já foi feito em Santiago desde 2008. Desde produção de vídeos, materiais de divulgação, oficinas pedagógicas etc.

 

As ações do PIT foram explicadas pelos agentes Cezar Souza e Jorge Cuty, que fazem parte da Turma Volante Municipal. Eles consideram importante o fato de Santiago ser referência e poder contribuir com outros municípios. Por sua vez, a servidora Carla Castro apresentou o Programa Educação Fiscal como um trabalho educativo e lúdico enfatizando a cidadania a partir da literatura, que reforça a identidade cultural e fiscal do município.

 

Portanto, a Educação Fiscal inserida  desde a Educação Infantil, séries iniciais e séries finais das escolas da rede municipal que estimula a compreensão financeira e explica a função social dos tributos, despertando nos estudantes uma consciência tributária, combate a pirataria e sonegação. Com eles são trabalhados alguns projetos, como A revista da Turma da Cidadania, Trilha da Cidadania, Educação Fiscal em Ação, História e passatempos, livros, filmes, músicas e concursos de desenho e pintura, e Redação.

 

Dentre as várias estratégias usadas na sensibilização e conscientização, para facilitar o trabalho com as crianças, foram criados personagens que fazem parte do programa e que, de uma forma lúdica, trabalham diversos temas, sendo um destes o Capitão Fiscal, o Pirata legal que faz um convite a toda comunidade:  "Compre, exija a nota fiscal e troque-as por cautelas na Campanha Ação Premiada".


Veja também:


24/06/2017 | 19h57min

» Educação: "Recriança" vai trabalhar exercícios físicos e jogos antigos com alunos dos 6 aos 12

24/06/2017 | 19h53min

» Solidariedade: Sesc distribui uma tonelada de alimentos para entidades sociais de Santiago

24/06/2017 | 19h49min

» Educação: Prazo da Base Nacional para alfabetização de crianças pode ser revisto pelo CNE


Comentários:


Voltar ao topo