No ar:

Ouvir!     

» Geral » Trânsito


05/06/2018 | 16h47min

Conselho aprova redução de emissão de carbono para os próximos 10 anos

Intenção é ampliar para 18% a participação dos biocombustíveis na matriz energética até 2030

Foto: Divulgação/Agência BrasilFoto: Divulgação/Agência Brasil

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou nesta terça (5) as metas de descarbonização previstas na Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio). Pela proposta, o governo se compromete a reduzir em 10%, até 2028, as emissões de carbono na matriz de combustíveis do país. O texto segue agora para o Palácio do Planalto.

 

O objetivo é passar dos atuais 74,25 gramas equivalentes de dióxido de carbono por Megajoule (CO²/MJ) para 66,75g CO²/MJ, o que corresponde à retirada de 600 milhões de toneladas de carbono da atmosfera. Para tanto, entre outros pontos, o programa pretende ampliar a participação dos combustíveis renováveis de forma compatível com o crescimento do mercado.

 

A intenção é ampliar para 18% a participação dos biocombustíveis na matriz energética até 2030. De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), com o programa, o país sinaliza que vai buscar um caminho cada vez mais sustentável em sua matriz de combustíveis. “O RenovaBio é um caminho de mudança e transformação, responsável por importantes conquistas na redução de emissões de gases de efeito estufa”, disse o ministro Moreira Franco.

 

Com a aprovação das metas, o próximo passo será a regulamentação dos mecanismos de certificação da produção de biocombustíveis e do crédito de descarbonização (CBIO).


Veja também:


19/06/2018 | 14h56min

» Meio Ambiente: Definitivamente o frio não mata o mosquito da dengue

19/06/2018 | 14h55min

» Pecuária: Associação dos Produtores de Leite de Santiago deve contar com novos equipamentos

19/06/2018 | 14h49min

» Saúde: No geral Santiago ultrapassou a meta de vacinação contra a gripe


Comentários:


Voltar ao topo