No ar:

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Política


17/08/2017 | 10h00min

Câmara torna crime hediondo porte de fuzis e outras armas de uso restrito

Entre elas estão fuzis, metralhadoras e determinadas carabinas e pistolas, dependendo do calibre das munições dos armamentos

Projeto de Lei que inclui o crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito das Forças Armadas no rol dos crimes hediondos foi aprovado nesta quinta-feira (16) pelo plenário da Câmara. A medida também torna crime hediondo o tráfico e a comercialização ilegal dessas armas no país.

 

A legislação considera arma de uso restrito aquela que pode ser utilizada pelas Forças Armadas, por algumas instituições de segurança, e por pessoas físicas e jurídicas habilitadas e autorizadas pelo Exército. Entre elas estão fuzis, metralhadoras e determinadas carabinas e pistolas, dependendo do calibre das munições dos armamentos.

 

De origem do Senado, o texto foi alterado pelos deputados e, por isso, precisará ser apreciado novamente pelos senadores, antes de ir à sanção presidencial.

 

Crime Hediondo

 

O crime hediondo prevê tratamento mais severo pela Justiça. O condenado, ao receber a pena, deve cumpri-la inicialmente em regime fechado. A progressão do regime para uma pena mais branda só é possível após o cumprimento de dois quintos da pena, se o réu for primário, e de três quintos, se reincidente.

 

EBC


Veja também:


24/09/2017 | 14h43min

» Segurança: Primeiro comando do Corpo de Bombeiros Militar do RS assume nesta segunda

24/09/2017 | 14h37min

» Trânsito: PRF intensifica palestras e abordagens educativas durante a Semana Nacional do Trânsito

24/09/2017 | 08h51min

» Loteria: Mega-Sena acumula pela sexta vez seguida e deverá pagar R$ 40 milhões


Comentários:


Voltar ao topo