No ar:
Olho Vivo - Jones Diniz    08h10min às 09h55min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Direitos


08/03/2017 | 17h52min

CCJ do Senado aprova união estável homoafetiva

Na prática, a decisão significou que as regras que valem para relações estáveis entre homens e mulheres serão aplicadas aos casais gays

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta, 8, o projeto de lei que altera o Código Civil para reconhecer a união estável entre pessoas do mesmo sexo e possibilitar a conversão dessa união em casamento. A votação foi terminativa e o projeto poderá seguir para análise da Câmara dos Deputados se não houver recurso para votação em plenário.

 

O Código Civil reconhece como entidade familiar “a união estável entre o homem e a mulher, configurada na convivência pública, contínua e duradoura e estabelecida com o objetivo de constituição de família”. O Projeto de Lei do Senado (PLS) 612/2011 estabelece que a lei seja alterada para estabelecer como família “a união estável entre duas pessoas”, mantendo o restante do texto do artigo.

 

Em 2011, o Supremo Tribunal Federal reconheceu, por unanimidade, a união estável entre casais do mesmo sexo como entidade familiar. Na prática, a decisão significou que as regras que valem para relações estáveis entre homens e mulheres serão aplicadas aos casais gays. Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça aprovou resolução que obriga os cartórios de todo o país a celebrar o casamento civil e converter a união estável homoafetiva em casamento em função de divergências de interpretação sobre o tema.


Veja também:


30/05/2017 | 09h11min

» Denúncia: Ladrões furtam cofre, veículo e R$ 100 mil em dinheiro e cheques de uma empresa em Santiago

30/05/2017 | 09h06min

» Polícia: Casal é atingido por vários tiros na saída de um baile

30/05/2017 | 08h45min

» Polícia: Ossada provavelmente humana é localizada numa sanga no centro de Santiago


Comentários:


Voltar ao topo