No ar:
Atualidade esportes - Sergio Ramos    11h45min às 12h00min

Ouvir!      Fale com o locutor/mural

» Geral » Saúde


10/09/2017 | 10h41min

Campanha nacional de multivacinação começa nesta segunda para crianças e adolescentes

A ação ocorre até o dia 22 de setembro

No dia 16 de setembro, a mobilização terá o seu Dia D. Foto: DivulgaçãoNo dia 16 de setembro, a mobilização terá o seu Dia D. Foto: Divulgação

Começa, nesta segunda-feira (11), a Campanha Nacional de Multivacinação, que vai ter como alvo crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade. A ação ocorre até o dia 22 de setembro. A campanha tem como principal objetivo a revisão e a atualização das cadernetas de vacinação.

 

No Rio Grande do Sul, mais de 2 milhões de pessoas fazem parte dessa faixa etária. Como a imunização será seletiva apenas para quem está com alguma dose pendente, não se trabalha com meta de cobertura. No dia 16 de setembro, a mobilização terá o seu Dia D, com a abertura extraordinária dos postos de Saúde para a aplicação das vacinas.

 

O Calendário Nacional de Vacinação prevê 14 vacinas para as crianças e cinco para os adolescentes. Por isso, a orientação da Secretaria da Saúde (SES) é que toda a população-alvo compareça aos serviços de saúde levando a caderneta de vacinação. Dessa forma, os profissionais avaliam se há alguma vacina que ainda não foi administrada ou se há doses que necessitam ser aplicadas para completar o esquema vacinal. Somente com todas as doses é possível garantir a máxima eficácia de proteção contra as doenças. Além disso, a estratégia visa a melhorar as coberturas vacinais e, assim, manter controladas, eliminadas ou erradicadas as doenças imunopreveníveis no Brasil.

 

Sobre a vacinação da pólio, que é uma das incluídas na estratégia, a SES informa que não ocorre de forma indiscriminada para todas crianças menores de cinco anos. Ela estará disponível nas suas duas apresentações. A injetável deve ser aplicada aos dois, quatro e seis meses de idade. Além dela, a criança necessita de outras duas doses de reforço, aos 15 meses e aos quatro anos de idade. Essas doses são feitas com a versão oral (gotinhas). 


Veja também:


21/11/2017 | 09h46min

» Educação: Escola Lucas Araújo promove mostra cultural e arte

21/11/2017 | 09h18min

» Trânsito: Produção agrícola sofre com má qualidade de rodovias

21/11/2017 | 09h12min

» Economia: Aumento de empregos em outubro foi puxado por comércio, indústria e serviços


Comentários:


Voltar ao topo