No ar:
Amanhecer Nos pampas -    06h00min às 06h45min

Ouvir!     

» Geral » Febre Amarela


11/01/2018 | 09h27min

Campanha de vacinação com doses fracionadas visa evitar epidemia

São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia são os estados que vão vacinar

O Ministério da Saúde e os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia vão vacinar contra a febre amarela um total de 19 milhões e 700 mil pessoas, que vivem em 75 municípios desses três estados. Para esta campanha, além de doses padrão, também serão usadas doses fracionadas, como detalha o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

 

“É uma medida que visa dar cobertura vacinal a população brasileira de áreas onde não circulava o vírus. Então quando a gente identifica o macaco com febre amarela, temos que dar cobertura vacinal a população que está no entorno. Como são áreas de grande número de habitantes, nós fracionamos a vacina para garantir cobertura rápida em pouco espaço de tempo”.

 

A adoção de doses fracionadas é uma medida temporária e específica para estas regiões de grande densidade populacional. Não se trata de economia, como explica a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Carla Domingues.

 

 

“O Ministério também apoiará com o envio de 54 milhões de reais aos estados para organizar esta campanha de vacinação. Ainda enviando todas as seringas e as etiquetas que serão utilizados. Portanto, nós estamos falando de manutenção da qualidade de vida da população, protegendo o maior número de pessoas”.

 

A estratégia de fracionamento da vacina contra a febre amarela é recomendada pela Organização Mundial da Saúde. Ao todo,15 milhões de pessoas vão ser imunizadas com a dose fracionada e outras 4 milhões e 700 mil com a dose padrão. A campanha vai de 3 a 24 de fevereiro, em São Paulo e de 19 de fevereiro a 9 de março, no Rio de Janeiro e na Bahia. Mais informações sobre a campanha em www.saude.gov.br.


Veja também:


20/07/2018 | 15h48min

» Meio Ambiente: Lavagem dos contêineres será feita todo o mês

20/07/2018 | 15h40min

» Meio Ambiente/Pecuária: Sistema Silvipastoril volta a ser alternativa para o cultivo de materiais florestais

20/07/2018 | 15h33min

» Denúncia: Abandono de animais cresce em Santiago; adoção é incentivada


Comentários:


Voltar ao topo