No ar:

Ouvir!      Fale com o locutor/mural

» Geral » Nutrição


06/10/2017 | 11h55min

Benefícios de comer abacate na gravidez

Nutróloga aponta as propriedades da fruta que são benéficas para a mãe e para o bebê

Abacate é ótimo para a saúde. Foto: Juraj Varga/DivulgaçãoAbacate é ótimo para a saúde. Foto: Juraj Varga/Divulgação

Enquanto alguns alimentos devem ser evitados, por não fazerem bem, outros são mais indicados. Um deles é o abacate, rico em gorduras boas como Ômegas 3, 6 e 9, e que possui vários outros benefícios.

 

De acordo com a nutróloga Cristiane Braga Kanashiro, da Clínica Due, a fruta pode ser consumida pura ou utilizada no preparo de alimentos salgados ou doces, como sorvetes e vitaminas.

 

Ela afirma ainda que além dos benefícios específicos do abacate para as grávidas, há também diversos benefícios gerais. Por isso qualquer pessoa pode consumi-lo. Veja alguns:

 

Melhora a digestão

 

A nutróloga explica que, por ser rico em fibras, particularmente em pectina, o abacate auxilia no bom funcionamento do trânsito gastrointestinal e evita a constipação. “Se o intestino não funciona bem, a gestante tem risco aumentado de doença hemorroidária”, explica.

 

Garante a saciedade

 

Esse fator faz com que seja indicado para driblar a fome exagerada, pois, ao aumentar a sensação de saciedade, faz com que se coma menos. “A progesterona aumenta a sensação de fome, fazendo com que muitas vezes a grávida coma mais do que deve. Porém, o aumento de peso excessivo durante a gestação pode acarretar em problemas para o bebê, com risco de diabetes gestacional. Então esse equilíbrio ao comer é importante”, diz.

 

Reduz o colesterol ruim

 

 

Rico em gorduras ‘do bem’, como ômega 3, 6 e 9, e ácido oleico, o abacate reduz o LDL. “O LDL-colesterol é a gordura ruim que se deposita nas artérias e pode formar placas. Assim, tê-lo em concentrações baixas é bom para proteger o coração e os vasos”, afirma a nutróloga.

 

Aumenta a imunidade

 

 

“A fruta possui vitaminas do complexo B, principalmente B6, além de vitaminas E e C. Todas elas favorecem a melhora da imunidade”, explica a profissional.

 

Deixa o bebê mais inteligente

 

 

A ingestão de gorduras do tipo ômega pela mãe durante a gestação aumenta a função cognitiva dos bebês, podendo gerar um bebê mais inteligente. “Há estudos recentes que comprovam o aumento do QI dos bebês associado à ingestão materna desses ômegas”, conta Cristiane.

 

Ajuda a dormir melhor

 

Especula-se que comer abacate antes de deitar estimule a produção de melatonina, mas ainda não há comprovação científica. “Dormir bem é importante porque durante o sono vários hormônios são produzidos, assim como a restauração cerebral”, explica.

 

 

A nutróloga diz que o abacate pode ser consumido de qualquer forma e a qualquer hora. “Uma pequena porção antes de dormir favorece a síntese de hormônios do bem”, garante.

 

Mas, apesar de todos esses benefícios, o consumo não deve ser exagerado. A recomendação máxima diária é de 100 gramas, pois, devido à grande quantidade de gorduras, há o risco de aumento do peso corporal.

 

Dicas de Mulher


Veja também:


10/12/2017 | 14h16min

» Economia: Índices apontam melhora da economia, mas consumidor ainda está receoso em gastar

10/12/2017 | 14h15min

» Loteria: Mega-Sena acumula e próximo prêmio pode chegar a R$ 33 milhões

10/12/2017 | 14h10min

» Gente: Morre a atriz Eva Todor, aos 98 anos


Comentários:


Voltar ao topo