No ar:
Olho Vivo - Jones Diniz    08h10min às 09h55min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Geral » Internacional


21/08/2017 | 14h46min

Autor de atentado de Barcelona é morto pela polícia catalã

Homem atropelou centenas de pessoas ao longo de 600 metros na quinta-feira deixando 14 mortos e mais de 100 feridos, em Barcelona

O suposto autor do atentado de Barcelona, Younes Abouyaaqoub, foi morto nesta segunda-feira (21) pela Polícia da Catalunha, informaram à Agência EFE fontes da luta antiterrorista.

 

As mesmas fontes dizem que Abouyaaqoub, de 22 anos, usava um cinturão com explosivos no momento em que foi morto pelos agentes.

 

Uma equipe especializada da polícia catalã, que usou um robô para analisar o cinto, comprovou que os artefatos eram falsos.

 

A operação ocorreu pouco após as 14h30 (11h30, em Brasília) em uma estrada do terminal municipal de Subirats, quando uma patrulha abordou um homem que não se identificou à polícia catalã.

 

Segundo algumas testemunhas, ao ser abordado o homem apenas gritou "Alá é grande", ao mesmo tempo em que mostrou o cinturão de explosivos.

 

Os agentes também vão investigar se o suspeito, que foi morto, carregava armas brancas.

 

Abouyaaqoub foi identificado pelos investigadores como o motorista da van que atropelou centenas de pessoas ao longo de 600 metros na quinta-feira deixando 14 mortos e mais de 100 feridos, em Barcelona.

 

Além do atropelamento em massa nas Ramblas, Abouyaaquob também é acusado pela morte do jovem que foi encontrado esfaqueado no interior de um veículo em Barcelona pouco após o atentado, segundo o responsável de Interior do governo catalão, Joaquim Forn.


Veja também:


26/09/2017 | 09h37min

» Meio Ambiente: Em Santiago, mutirões serão feitos em toda a cidade para controlar o mosquito da dengue

26/09/2017 | 09h19min

» Segurança: Adolescentes são apreendidos por Tráfico de Entorpecentes em Jaguari

26/09/2017 | 09h16min

» Denúncia: Militar é preso em cumprimento de mandado de prisão expedido pela Justiça Militar


Comentários:


Voltar ao topo