No ar:
Plantão Gaúcha - Rede Gaúcha Sat    22h00min às 23h59min

Ouvir!     Fale com o locutor

» Esporte » Olimpíada Rio 2016


17/08/2016 | 06h56min

Robson Conceição vence francês e ganha o primeiro ouro para o boxe do Brasil

Com o ouro do lutador, o Brasil subiu para a décima quinta colocação no quadro geral de medalhas

Robson Conceição ganha o primeiro ouro para o boxe do Brasil. Fernando Frazão/Agência Brasil/DivulgaçãoRobson Conceição ganha o primeiro ouro para o boxe do Brasil. Fernando Frazão/Agência Brasil/Divulgação

O brasileiro Robson Conceição fez história e conquistou hoje (16) a primeira medalha de ouro do boxe brasileiro em olimpíadas e o terceiro ouro do Brasil na Rio 2016. Por decisão unânime dos juízes, o lutador baiano derrotou o francês Sofiane Oumiha na categoria peso ligeiro, até 60 quilos.
 

Com o ouro de Robson, o Brasil subiu para a décima quinta colocação no quadro geral de medalhas.

 

Relaxado na luta, Conceição não deu chances para o francês e levou a torcida presente no Pavilhão 6 do Riocentro ao delírio. Antes mesmo do fim da luta, os torcedores já gritavam “é campeão”.

 

No primeiro round, os três juízes deram a vitória ao brasileiro. No segundo, dois dos três árbitros deram 10 a 9 para Conceição, mesmo resultado do terceiro e último round.

 

Em uma chave considerada difícil, o brasileiro enfrentou o uzbeque Hurshid Tojibaev em sua primeira luta e venceu por decisão unânime. Mesmo placar da luta contra o cubano Jorge Alvares, que já garantia o bronze ao baiano.

 

Conceição queria mais e na sua terceira Olimpíada – ele foi décimo sétimo em Pequim e em Londres – superou a pobreza e as dificuldades vividas na infância para subir ao lugar mais alto do pódio na Rio 2016.

 


Veja também:


22/03/2017 | 09h25min

» Educação: Projeto Natação Escolar realiza encontro com pais de alunos

20/03/2017 | 17h07min

» Gauchão: Maicon pode voltar ao time do Grêmio contra o Juventude

19/03/2017 | 10h03min

» Gauchão 2017: Inter vence São Paulo-RS e sobe na tabela


Comentários:


Voltar ao topo