No ar:
Clube do Ouvinte - Jorge Augusto Gonçalves    20h10min às 22h00min

Ouvir!     

» Esporte » Olimpíada Rio 2016


13/08/2016 | 09h41min

Rafael Silva é bronze no judô; Brasil ganha a terceira medalha na modalidade

Judô é a modalidade que mais conquistou medalhas em jogos para o Brasil

O judoca brasileiro fica com a medalha de bronze. Foto: Roberto Castro/ Brasil2016/DivulgaçãoO judoca brasileiro fica com a medalha de bronze. Foto: Roberto Castro/ Brasil2016/Divulgação

O judoca brasileiro Rafael Silva conquistou nesta sexta, 12, sua segunda medalha de bronze em jogos olímpicos (a primeira foi em Londres 2012) e a primeira do judô masculino na Rio 2016. Com um yuko, Baby, como é conhecido, venceu o uzbeque Abdullo Tangriev na categoria 100 kg masculino.

 

Rafael Silva começou bem o torneio, com duas vitórias por ippon, contra o hondurenho Ramon Pileta e, em seguida, contra o russo Renat Saidov. Na semifinal, no entanto, perdeu para o mito do judô atual, o judoca francês Teddy Riner, que não perde uma luta há seis anos ou 114 combates.

 

Dinamismo

 

Na repescagem, Baby superou o holandês Roy Meyer, se credenciando para a disputa do bronze.

 

Para o brasileiro, o resultado da equipe de judô é positivo. “O judô é um esporte dinâmico, ativo e as olimpíadas são uma competição diferente. É difícil dizer quantas medalhas vão ocorrer, mas a equipe teve um bom desempenho. A Rafa [Rafaela Silva] conquistou o ouro e agora ganho o bronze”, disse Rafael Silva.

 

A medalha de bronze de Rafael Silva é a vigésima segunda do judô brasileiro em olimpíadas e a quarta do Brasil na Rio 2016. O judô é a modalidade que mais conquistou medalhas em jogos para o Brasil.

 

EBC


Veja também:


20/06/2018 | 16h36min

» Segundona: Futsal: resultados e classificação atualizada da Segundona

20/06/2018 | 15h43min

» Copa do Mundo na Rússia: Uruguai vence a Arábia Saudita e define classificados do grupo A

20/06/2018 | 10h48min

» Futebol: Final do Municipal de Veteranos será disputada dia 1º de julho


Comentários:


Voltar ao topo