No ar:
Terra Nativa - Luis Fernando Rocha    07h00min às 08h00min

Ouvir!      Fale com o locutor/mural

» Esporte » Brasileirão


03/07/2016 | 14h16min

Grêmio de Roger no G-4, Inter de Argel sob avaliação

Tricolor venceu a segunda seguida e se firmou, enquanto Colorado não vence há cinco jogos

Time de Roger se recuperou e subiu na tabela. Argel e seu time estão sob avaliação. Foto: Lucas Uebel/Grêmio/DivulgaçãoTime de Roger se recuperou e subiu na tabela. Argel e seu time estão sob avaliação. Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

A popular gangorra Gre-Nal está surtindo efeitos no Brasileirão. Pior para o torcedor do Internacional, que vem sofrendo com os resultados ruins da equipe comandada por Argel. Com apenas um ponto somado nos últimos cinco jogos, o Colorado deixou a liderança, queimou as "gordurinhas" das rodadas iniciais e pode até deixar o G-4 nesta 13ª rodada, caso o Flamengo some um ponto diante do Corinthians. Já o gremista está de bem com a vida. Além da vitória no clássico, viu o time comandado por Roger assumir a vice-liderança, mesmo que provisória, após vencer um Gre-Nal no Beira-Rio, algo que não acontecia desde 2012.

 

Com 24 pontos, o Grêmio está garantido no G-4 por mais uma rodada, mesmo sem contar com alguns titulares como Pedro Geromel e Wallace Reis, que se recuperam de lesão. Para o jogo contra o Figueirense, no domingo, o técnico Roger poderá contar com Miller Bolaños em melhores condições de jogo.

 

Com 20 pontos, o Inter vive momento de avaliações e aguarda uma reunião na segunda-feira para definir seu futuro. O mais provável é que o técnico Argel seja cobrado com rigor pelas atuações ruins, aumentando a pressão por uma vitória no próximo domingo, contra o Santa Cruz, em Recife.


Veja também:


17/10/2017 | 16h37min

» Kettlebell : Santiaguenses no pódio do Campeonato Mundial de Kettlebell Sport IGSF

17/10/2017 | 14h16min

» Futsal: Duas equipes do Bola pro Futuro vencem copa de futsal em Santo Ângelo

16/10/2017 | 09h13min

» Gauchão Sub 17: Sub-17: Cruzeiro sai em desvantagem contra o Juventude


Comentários:


Voltar ao topo