No ar:
A Voz do Brasil - EBC Serviços    19h00min às 20h00min

Ouvir!     

» Entretenimento » Carnaval 2016


10/02/2016 | 22h31min

Com enredo em homenagem a Maria Betânia, Mangueira vence o carnaval do Rio

Este é o 18° título da escola, que ganhou pela última vez em 2002

Belo desfile da Mangueira. Fotos: Alexandre Durão/G1/DivulgaçãoBelo desfile da Mangueira. Fotos: Alexandre Durão/G1/Divulgação

A quadra lotada da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, no bairro do mesmo nome, na zona norte do Rio, é a prova da alegria que tomou conta dos moradores da comunidade com a vitória no carnaval deste ano.
 

A escola foi campeã do Grupo Especial do Rio de Janeiro com 269,8 pontos. Com o enredo Maria Bethânia - a menina dos olhos de Oyá, a Mangueira homenageou a cantora baiana Maria Bethânia na segunda-feira (8), no Sambódromo da Sapucaí.

 

Este é o 18° título da escola, que ganhou pela última vez em 2002.

 

O carnavalesco Leandro Vieira, que estreou na Mangueira este ano, disse que fazer o carnaval da escola era um sonho que ele não imaginava há dois anos. “Imagina ser campeão. Hoje caiu a ficha: eu sou o carnavalesco da Mangueira”. Vieira disse que já tem algumas ideias para o enredo de 2017, mas não quis adiantar nada por enquanto.

 

Veja a classificação final do Grupo Especial das escolas de samba do Rio de Janeiro:

 

1º Mangueira 269,8 pontos
2º Unidos da Tijuca 269,7 pontos
3º Portela 269,7 pontos
4º Salgueiro 269,5 pontos
5º Beija-Flor 269,3 pontos
6º Imperatriz Leopoldinense 269,2 pontos
7º Grande Rio 268,7 pontos
8º Unidos de Vila Isabel 267,9 pontos
9º São Clemente 267,8 pontos
10º Mocidade 266,5 pontos
11º União da Ilha 265,8 pontos
12º Estácio de Sá  265 pontos 

 

 


Veja também:


19/02/2018 | 15h58min

» TV: Globo não libera Marina Ruy Barbosa para ir ao SBT receber o Troféu Imprensa

19/02/2018 | 15h52min

» Novela: "O outro lado do paraíso": Renato se une a Fabiana para tirar fortuna que Clara herdou de Beatriz

15/02/2018 | 05h23min

» Carnaval 2018: Beija-Flor é a campeã do carnaval do Rio de Janeiro


Comentários:


Voltar ao topo