No ar:
Terra Nativa -    07h00min às 08h00min

Ouvir!     

» Entretenimento » Música


27/01/2016 | 09h22min

"BR-287" de Marcus Manzoni ganha remix internacional

Novo single foi remixado pelo artista inglês Blume

Talento evidenciado de Marcus Manzoni. Foto: Marcos Contreira/DivulgaçãoTalento evidenciado de Marcus Manzoni. Foto: Marcos Contreira/Divulgação

Do oeste do Rio Grande do Sul ao leste da Inglaterra, de um embalo country estradeiro a uma atmosfera de batidas eletrônicas. O novo lançamento de Marcus Manzoni, em parceria com o inglês Paul Madsen, transforma a rodovia asfaltada em um caminho etéreo, por onde se viaja sem gasolina.



“BR-287 (Blume Remix)” veio de um interesse mútuo: “No começo de 2015 publiquei em um portal de profissionais da música que eu estava procurando um produtor para fazer um remix de “BR-287”, alguns demonstraram interesse, mas o trabalho da maioria não concatenava com minhas ideias. Foi aí que recebi um e-mail do produtor inglês Paul Madsen, mais conhecido como Blume, no qual dizia que ele havia gostado muito da canção e que adoraria fazer um remix de uma música que fala sobre uma estrada pela qual ele nunca andou“, explica Marcus Manzoni, que lançou a versão original de “BR-287” em dezembro de 2014, como uma forma de homenagear a rodovia pela qual mais viajou em sua vida.



Mesmo utilizando-se apenas das trilhas vocais da versão original de Manzoni, sem perder a essência, Blume realizou uma remixagem atmosférica com batidas espaciais e sintetizadores orquestrais, transformando a balada folk de Marcus Manzoni em uma música eletrônica de ambiente etéreo, com a qual também se pode apagar a luz, fechar os olhos e viajar por uma “BR-287” que leve a qualquer lugar.

 


Veja também:


15/08/2018 | 13h02min

» Novela: Rômulo Arantes Neto viverá galã de TV em "Espelho da vida"

10/08/2018 | 14h59min

» Cinema: "Hotel na Transilvânia 3 - Férias Monstruosas" em cartaz no Maxicine

08/08/2018 | 11h05min

» Novela: "Segundo sol": Agenor sabota Nice, e é demitido


Comentários:


Voltar ao topo